Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

CULTURA

Festival em Antonina reúne dança, música e artesanato típicos do Paraná

Evento “Tocadores - Encontro de Tradições” expõe em três dias tradições do estado que vão das Folias de Reis aos tambores japoneses. A festa vai de 20 a 22 de abril

Fandango do litoral será  uma das atrações do festival em Antonina. | Divulgação
Fandango do litoral será uma das atrações do festival em Antonina. Divulgação
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Congada, fandango, folia de reis, danças ucranianas e africanas, tambores japoneses e artesanatos de “raiz”. Todo o caldo da cultura paranaense nos campos da dança, música e arte e os mestres que mantêm as tradições vivas estarão reunidos no festival “Tocadores - Encontro de Tradições” que é realizado entre os dias 20 a 22 de abril em Antonina, no litoral do estado.

A programação completa pode ser acessada aqui.

O evento público e gratuito está concentrado na praça Coronel Macedo no centro histórico de Antonina onde será instalada a feira de artesanato e uma casa de farinha que vai demonstrar detalhes desta produção por comunidades quilombola.

Outros espaços da cidade também serão usados como o Hotel Camboa onde vai acontecer a exposição “Luminescências” do fotógrafo da Gazeta do Povo Daniel Castellano.

Segundo a curadora do evento, Lia Marchi, será o maior encontro já organizado de todos os “saberes e fazeres” do estado. “Este é um projeto antigo, fruto das minhas andanças pelo Paraná para registrar em foto, vídeo e áudio estas tradições populares, com o tempo a gente sentiu a ideia que tinha que fazer um festival ”, disse.

Para Lia, o evento segue uma tendência de outros festivais que valorizam a cultura local em outros estados.

“O Paraná sofre um problema de invisibilidade de suas tradições, as pessoas acham que não é daqui, que já morreu, que é ‘coisa de velho’. Nossa experiência mostra que quando chega na juventude desperta este interesse, expõe a riqueza do Paraná. A gente quer trazer gente nova para o público da tradição”, diz.

Artesanato “sem durepoxi “

Produtor do Festival, LM Stein diz que a maior dificuldade do evento foi organizar uma grande feira de artesanato “que represente a arte popular e tradicional, feita majoritariamente com materiais orgânicos e que representem a identidade cultural de um grupo. Não tem plástico, nem durepoxi”.

Na feira, estarão à venda bijuterias de couro de peixe das marisqueiras de Antonina, pessânkas de União da Vitória, instrumentos e peças da cultura caiçara da de Paranaguá, produções de artesãos da Lapa, além de cerâmicas, arte indígena, bordados, vime, palha e lã, entre outros.

As apresentações musicais terão grupos tradicionais do Paraná como os de fandango, com o Grupos Mestre Brasílio e Pés de Ouro, danças ucranianas com o grupo Spomen de Mallet, Folia de Reis com os Mensageiros da Paz de Londrina, Romaria do Divino de Paranaguá, Congada Ferreira da Lapa, Boi de Mamão e representações de aldeias indígenas e da cultura afro que farão cortejos pela cidade.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Caderno G

PUBLICIDADE