Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Transportes

Governo anuncia pacote de concessões de R$ 133 bilhões

Programa de investimentos prevê concessão de 7,5 mil quilômetros de rodovias e 10 mil quilômetros de ferrovias, com R$ 79,5 bilhões aplicados nos cinco primeiros anos

  • Agência Estado
O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, fez o anúncio dos investimentos contidos no plano |
O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, fez o anúncio dos investimentos contidos no plano
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, anunciou nesta quarta-feira (15) que o programa de investimentos em rodovias e ferrovias no País somará R$ 133 bilhões. Desse total, R$ 79,5 bilhões serão aplicados em cinco anos e R$ 53 bilhões, investidos entre o quinto e o 20º ano. Serão concedidos 7,5 mil quilômetros de rodovias e 10 mil quilômetros de ferrovias.

"Até este momento, foram feitos 5,2 mil quilômetros. Então, isso é mais do que tudo o que já foi feito até hoje", disse Passos, durante cerimônia para a divulgação do Programa de Investimentos em Logística: rodovias e ferrovias.

Conforme o ministro, ao lado da criação de uma companhia para gerir o trem-bala, a nova etapa de atuação do governo amplia a escala dos investimentos públicos e privados em infraestrutura. "Falamos em ferrovias e rodovias, destacando a duplicação dos principais eixos rodoviários do País", disse. "Se precisamos reforçar nossa condição institucional, isso se faz a partir de planejamento e logística", acrescentou.

Segundo o ministro, o programa de logística prevê investimentos em ferrovias de R$ 91 bilhões em 10 mil quilômetros de trilhos, sendo que R$ 56 bilhões serão em investimentos nos primeiros cinco anos e outros R$ 33 bilhões entre o 5º e o 30º ano de sua execução. Nove lotes de rodovias, informou, serão concedidos à iniciativa privada. "São grandes corredores que se articulam com outras importantes rodovias do Brasil."

Os trechos são: BR-101, na Bahia; BR-262, no Espírito Santo e Minas Gerais; BR-153, em Tocantins e Goiás; BR-050, em Goiás e Minas Gerais; BR-163, no Mato Grosso; BR-163/BR 262/BR-267, no Mato Grosso do Sul; BR-060, no Distrito Federal, e BR-153, em Goiás e Minas Gerais; BR-262 em Minas Gerais; BR-116 em Minas Gerais; BR-040 no Distrito Federal, Goiás e em Minas Gerais.

Portos e aeroportos

Paulo Passos também informou que a intenção do governo com o Programa de Investimento em Logística: rodovias e ferrovias é baratear o custo dos transportes no País e que, disse, nas próxima semanas, haverá novo anúncio, relacionado a aeroportos e portos.

Passos disse que nesta quarta-feira o País dará um passo adiante rumo a uma nova etapa, ao restabelecer a capacidade de planejamento integrado de transportes, integrando rodovias, ferrovias, hidrovias, portos e aeroportos, articulando as cadeias produtivas do País. "Temos a convicção de que a logística eficiente é fundamental para o desenvolvimento", afirmou "A cadeia de modais de transporte precisa se integrar com as cadeias produtivas no País."

O ministro reiterou que o País precisa de uma malha rodoviária e ferroviária eficiente e competitiva. "Após 20 anos, o PAC veio para fazer obras que já deveriam ter sido feitas."

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE