Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Cash Auto

Startup que promete vender carro em 50 minutos abre "loja" em Curitiba

Espaço físico será utilizado para vistoria e a parte física do processo de venda do carro, que é iniciado pela internet. Expectativa é aumentar vendas em 10 vezes, em Curitiba

  • Naiady Piva
Os sócios Alison Vilas Boas, Ycaro Martins com o parceiro na loja de Curitiba, Bruno Placidino | Cash AutoDivulgação
Os sócios Alison Vilas Boas, Ycaro Martins com o parceiro na loja de Curitiba, Bruno Placidino Cash AutoDivulgação
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A plataforma de venda de carros Cash Auto inaugura, nesta terça-feira (3), sua primeira "loja" em Curitiba. O espaço físico será usado para realizar vistoria e a parte física do processo, que é iniciado pela internet. Diferente de uma concessionária tradicional, a startup conecta vendedores a uma rede de compradores (que podem ser lojistas parceiros). A perspectiva da empresa é de aumentar em dez vezes as vendas na capital paranaense. 

LEIA TAMBÉMStartup curitibana Pipefy recebe aporte de US$ 16 milhões em rodada de investimento

A "loja" vai funcionar como um ponto de encontro, já que o sistema da Cash Auto é híbrido entre o digital e o analógico. Pela internet, o vendedor faz um cadastro com dados e fotos do veículo, e a plataforma encaminha para a rede de compradores. Mas o aval final depende de uma vistoria, e é esta parte que o espaço físico deve agilizar. 

Atualmente a Cash Auto, que foi fundada em Londrina, conta com parceiros em Curitiba que são responsáveis por esta última parte do processo. São negociados de 50 a 60 carros por mês, estima o CEO, Ycaro Martins. Com a loja, a previsão é chegar a 500 transações mensais.

A ideia é manter o processo online, já que a avaliação e negociação é feita com base nas fotos e informações publicadas pelo vendedor. De qualquer forma, o carro precisa passar por uma vistoria física; processo que será feito na tal "loja", por funcionários da própria Cash Auto, mediante agendamento. 

Criada em Londrina, interior do Paraná, no final de 2016, a Cash Auto conta hoje com uma rede de 1.500 compradores. Muitos deles são lojistas das lojas de carro tradicionais, que utilizam a rede da startup para encontrar bons negócios. 

A loja em Curitiba será aberta na Vila Hauer (Av. Marechal Floriano Peixoto, 6.951), polo de concessionárias de carro na capital. A abertura é em sociedade com o empresário Bruno Placidino, que tem experiência no ramo automotivo. 

Até o fim do mês de abril, a Cash Auto deve inaugurar um espaço físico em Itajaí, em Santa Catarina. Até o fim do ano há perspectiva de inaugurar lojas em Maringá, no interior do Paraná, em Chapecó (SC), Santos (SP) e Dourados (MS). Sempre no esquema de parceria (sociedade ou franquia) com empresários locais.

Negocia melhor preço

Diferente de plataformas que funcionam como um portal de classificados, a Cash Auto atua como intermediadora, tentando negociar o melhor preço. O pagamento também é feito por dentro da plataforma. 

O vendedor ganha na rapidez — a promessa da startup é fechar negócio em 50 minutos — e na perspectiva de fechar o melhor negócio. Ou quase. "Você pode achar uma oferta melhor do que a nossa? É claro que pode", mas mesmo indo a todas as lojas da cidade é difícil ter certeza de que aquele é o melhor negócio, argumenta Ycaro Martins. 

Em troca dessa comodidade, a empresa cobrava uma comissão alta, de 5%. Mas com o crescimento no volume de vendas, optou por reduzir esta margem para 1% e ganhar na escala. Para os compradores, a vantagem seria ter acesso a um plantel diversificado de veículos.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE