Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Campeonato Paranaense

Fechar
PUBLICIDADE

Paranaense

Rebaixado, Atlético se livrou da 2.ª Divisão estadual em 1967 após pedido de rivais

Após campanha pífia, Rubro-Negro caiu para a Segundona, mas foi salvo por outros times sob a justificativa de que a ausência da Furacão seria prejudicial ao campeonato

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Em1967 o Atlético viveu o seu pior momento na história do Campeonato Paranaense. Imerso em uma crise financeira sem precedentes, o Rubro-Nrgro se desfez de vários jogadores (Valter foi para o Coritiba, enquanto Pedro Alves e Renatinho reforçaram o Ferroviário) e teve uma pífia campanha. Somou apenas três vitórias em 22 jogos e terminou na lanterna da competição. Empatou oito partidas, perdeu 11 vezes, marcou 20 gols e sofreu 35.

“Era um time ruim e acabou caindo. Me lembro que o último jogo foi no Durival Britto e Silva, contra o Ferroviário. A torcida foi lá apoiar, mas chorou com a queda. A partir dali houve uma revolução”, lembrou o colunista da Gazeta do Povo, Carneiro Neto, repórter naquela época.

A queda impulsionou a candidatura de Jofre Cabral e Silva – que ficou conhecido como um dos mais importantes de sua história –, que venceu as eleições daquele ano. Jofre criou encrenca com José Milani, presidente da Federação, e chegou a rasgar o regulamento no campeonato ao vivo em um programa de televisão.

“O Jofre gritava que o Milani era um dentista de Colombo e ele era advogado da Caixa Econômica. Rasgou o regulamento e disse que era ele quem entendia de leis”, lembra Carneiro.

Dirigentes de Coritiba, Ferroviário, Água Verde e outras equipes perceberam que perder um time do tamanho do Atlético seria prejudicial para o campeonato. Depois de muita confusão, Jofre conseguiu seu objetivo e evitou a queda. O campeonato de 1968 teve não só o Atlético, mas também o Britânia – para não deixar a competição com número ímpar de participantes - campeão de um torneio extra.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais