Blog / 

Rodrigo Constantino

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Artigos

A hipocrisia das feministas que marcham contra Trump: preferem proteger um homem agressor em vez de uma mulher agredida

Vejam só que coisa: um homem agride uma mulher em meio a tal marcha das mulheres, só porque ela fazia seu trabalho jornalístico com perguntas incômodas, e as feministas em volta não fazem absolutamente nada para defendê-la, preferindo proteger… o homem agressor! Sim, é verdade e as imagens comprovam:

Mas também, o que esperar de um movimento que tem como ícone Hillary Clinton, casada com o “predador sexual” Bill, e que ficou ao lado do marido e contra suas vítimas abusadas, tentando intimidá-las para ficarem em silêncio? Ou Madonna, a “pacifista” que adoraria explodir a Casa Branca, e que foi casada com o ator Sean Penn, que a espancava? Uma leitora, Renata Cruz, desabafou sobre isso:

A Madonna é uma cretina! E falo como alguém q na adolescência era fã. E como fã me lembro muito bem das porradas q ela levava do então marido Sean Penn, provavelmente está viva pq os vizinhos uma vez ouviram ela gritando e pedindo socorro, polícia a socorreu. Hoje? Meses atrás ela estava babando e elogiando o ex marido, o mesmo q tinha enfiado a cabeça dela no forno, amarrado e espancado. Dá pra ter uma mulher dessas como representante das mulheres? Só pras imbecis!

Sim, o feminismo é coisa de imbecil, de mulher recalcada, de ressentidas que encaram o casamento como uma guerra, uma “luta de classes” marxista, em vez de uma união complementar a bela entre homem e mulher. Talvez o que essas idiotas chamem de “empoderamento da mulher” seja isso aqui:

A maluca deu uma garrafada no sujeito vestido de Trump! E deve achar que foi um ato de justiça. Madonna talvez considere isso pouco. Afinal, ela tem vontade de jogar uma bomba na Casa Branca. Haja amor!

Rodrigo Constantino

PUBLICIDADE

Sobre / 

Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Saiba Mais

Arquivos

informe seu email e receba nosso conteúdo gratuito