Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

entorpecentes

Brasileiros entram cada vez mais cedo no mundo das drogas

Segundo a Associação Brasileira de Alcoolismo e Outras Drogas (Abrad), o uso do álcool e do tabaco começa em torno de 12 anos de idade, em média

  • agência brasil
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

No Dia Mundial de Combate às Drogas, comemorado nesta terça-feira (26), um dado preocupa autoridades e especialistas no Brasil: o uso de drogas está acontecendo cada vez mais cedo na vida dos brasileiros.

“Esta é a grande preocupação nossa devido à precocidade do acesso ao álcool e às demais drogas, sendo que o que fica mais notório é o abuso, o uso excessivo do álcool, entre menores de 18 anos”, disse à Agência Brasil a psicóloga Leandra Iglesias, diretora da unidade serrana da Associação Brasileira de Alcoolismo e Outras Drogas (Abrad). Ela participou da 14ª Semana Nacional de Prevenção ao Álcool e Outras Drogas, que ocorre na cidade de Petrópolis, na região serrana fluminense.

De acordo com a Abrad, o uso do álcool e do tabaco começa em torno de 12 anos de idade, em média. “Nós costumamos dizer que o álcool e o cigarro, que são as drogas legais, são a porta de entrada para as drogas ilegais”, destacou Leandra Iglesias. “Esta é a nossa preocupação, porque ninguém começa com uma droga pesada”, completou.

Cerca de 12,5% da população brasileira são dependentes de álcool. E o consumo entre as mulheres aumentou 55% nos últimos dez anos, “de forma abusiva”, informou a psicóloga.

A Semana Nacional de Prevenção ao Álcool e Outras Drogas promoveu palestras nas escolas sobre os danos do álcool ao cérebro e sobre o uso de esteroides e anabolizantes, considerados drogas sintéticas que causam dependência psicológica, entre outros temas.

Leandra Iglesias alertou que da mesma forma que as drogas ilícitas, os esteroides e anabolizantes causam danos em diversas áreas do organismo humano e do cérebro, inclusive com diferenciação entre malefícios no organismo feminino e masculino. “É bastante preocupante, porque o jovem não sabe disso e, em busca do corpo sarado, usa essas substâncias de forma não criteriosa”.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE