Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

saúde

Clínica que oferece atendimento gratuito contra alergia chega a Curitiba

A partir do dia 30, curitibanos poderão realizar testes alérgicos e ter atendimento e orientação médica sem custo

  • Laura Beal Bordin
 | Divulgação/Pixabay
Divulgação/Pixabay
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Os curitibanos que sofrem com alergias e outras doenças imunológicas e não têm condições de pagar uma consulta particular, poderão ser atendimentos de graça na capital a partir de quarta-feira (30). O projeto social Brasil Sem Alergia – que já realizou mais de 200 mil atendimentos gratuitos para o tratamento de alergias - inaugura a sua primeira unidade fora do estado do Rio de Janeiro. Em Curitiba, a clínica oferecerá testes para detectar alergias, consultas e orientação médica gratuita e tratamentos de imunoterapia são ofertados quase a preço de custo.

De acordo com o médico alergista Marcello Bossois, o projeto teve início há dez anos em uma comunidade carente do Rio de Janeiro, quando ele e a esposa começaram a atender voluntariamente pacientes que viviam na comunidade. “Lá os pacientes sofriam muito com doenças respiratórias e dermatológicas pelas picadas de inseto”, conta o alergista.

Com a grande quantidade de atendimentos realizados, os médicos expandiram o projeto, que hoje atende pacientes em cinco unidades no Rio de Janeiro e abre sua primeira unidade em Curitiba. “Antigamente havia uma falsa impressão que só ricos sofriam de alergia, o que não é verdade. O Brasil é um país bastante urbanizado o que aumenta a incidência de alergias”, diz.

A clínica, que não recebe investimentos governamentais, chegou a Curitiba por intermédio da Organização Jurídica de Apoio ao Cidadão (Ojac), que atua na área de direitos humanos na capital. De acordo com Bossois, os pacientes não pagam por consultas e orientação clínica dos profissionais. A clínica sobrevive do pagamento de dois testes para detectar alergias de alimentos e de contato, que são ofertados quase a preço de custo, além dos tratamentos de imunoterapia, que também tem o preço reduzido. De acordo com o alergista, os preços cobrados chegam a ser até quatro ou cinco vezes menor do que os praticados no mercado.

“O nosso atendimento é limitado e focado na parte da população que não pode pagar nem por tratamento nem por plano de saúde”, diz.

Atendimento

O atendimento em Curitiba ocorre de segunda-feira a sábado na Rua Rockefeller, 1361, no Rebouças, com horário marcado. Os interessados poderão agendar horários pelo telefone (41) 4042-1827 ou pelo site do projeto Brasil sem Alergia.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE