Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Consumidor

Fechar
PUBLICIDADE

COnsumidor

Para conquistar o consumidor vegano

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Para não afastar o cliente vegetariano ou vegano, o ideal é investir em mais opções de produtos que atendam à necessidade dos consumidores e desenvolvê-los com o mesmo rigor e qualidade.

De acordo com Laurino, no Paraná e Brasil já existem várias empresas que industrializam produtos veganos, então não há desculpa: supermercados, empórios e padarias podem buscar por esses itens. Outra estratégia simples é expô-los em gôndolas separadas – acredite quem quiser, a dificuldade de encontrar a opção vegana entre dezenas de marcas é uma das queixas mais comuns entre os consumidores.

Para restaurantes, pizzarias e hamburguerias, Laurino dá a dica: incluir no cardápio pelo menos um prato quente vegano, como tortas, assados ou quibes – ninguém quer comer apenas saladas, arroz e purê de batatas. Ah, e não há necessidade de acrescentar bacon e queijo em todos os pratos. “O ideal é preparar a base do alimento com tempero vegetal e oferecer a opção de acrescentar bacon, queijo ou embutidos”, argumenta.

O estudante Eduardo Ferreira, 19 anos, aderiu ao vegetarianismo estrito (não come nada de origem animal) há um ano. Ele já perdeu as contas de quantas vezes comprou lanches sem carne e abocanhou salgados recheados de frango ou presunto. “Muita gente acha que carne é apenas carne vermelha. É comum em reuniões de família também. Preparam uma refeição especial para mim com... peixe! Mas não fico chateado. Costumo levar meu alimento para essas ocasiões.”

Selo vegano

Para ajudar consumidores vegetarianos e veganos a evitar produtos cuja composição contém produtos de origem animal, a SVB criou o Selo Vegano, um mecanismo de avaliação que fornece a garantia de que o desenvolvimento e fabricação do produto não utilizou animais. São considerados produtos veganos aqueles que não contém nenhum ingrediente de origem animal, incluindo substâncias oriundas de laticínios e mel, ossos e cartilagens; aqueles que não utilizaram nenhum animal, vertebrado ou invertebrado, em testes de toxicidade ou experimentação; aqueles cujo processo de fabricação não utilizou nenhum ingrediente, produto ou subproduto de origem animal, mesmo estando ausente do produto final.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais