Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Vida e Cidadania

Fechar
PUBLICIDADE

Curitiba

Criança sofre acidente em creche e pode perder parte do dedo

Menino teria prendido o dedo na lateral da porta do armário de uma das salas do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Ana Proveller, no Uberaba, em Curitiba, na tarde de segunda-feira

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Uma criança, de 2 anos, corre o risco de perder parte de um dedo depois de sofrer um acidente em uma creche da prefeitura de Curitiba. O menino teria prendido o dedo na lateral da porta do armário de uma das salas do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Ana Proveller, no Uberaba, em Curitiba, na tarde de segunda-feira (21).

O menino foi socorrido e encaminhado para o Hospital Pequeno Príncipe na tarde de segunda. Ele foi submetido a uma cirurgia para reimplantar a primeira parte do dedo indicador da mão direita. A criança seguirá internada por cerca de dez dias para que os médicos avaliem se houve rejeição, de acordo com a assessoria de imprensa do hospital. Nesse caso, o menino passará por outra cirurgia. O hospital informou que – mesmo se a criança for operada novamente – ainda existirá o risco de perder parte do dedo ou os movimentos do indicador.

O acidente teria ocorrido quando outra criança empurrou o menino e ele, então, prendeu o dedo na lateral da porta do armário (abaixo da dobradiça), segundo a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Educação.

A mãe do menino, Jeandersa Flávia Gomes, 22 anos, afirmou que duas versões sobre acidente foram apresentadas pela creche à família. “Primeiro disseram que ele prendeu o dedo em um armário de ferro e depois que o armário tinha caído sobre ele”, afirmou a mãe da criança.

A Secretaria de Educação afirmou que todos os armários são de fórmica e que nenhum caiu sobre o menino. O órgão disse ainda que havia três educadoras na sala para cuidar de 18 crianças no momento do acidente.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais