Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Vida e Cidadania

Fechar
PUBLICIDADE

Curitiba

Mulher é assassinada dois dias após a morte do filho

Vilma Rodrigues da Silva, de 40 anos, foi morta com dois tiros na cabeça na tarde desta segunda-feira (18), no bairro Sítio Cercado

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Uma mulher de 40 anos foi assassinada em casa, na tarde desta segunda-feira (18), na Rua Leocádio Moscalewski Lacerda, na Vila Osternack, no bairro Sítio Cercado. Vilma Rodrigues da Silva estava sozinha em casa quando levou dois tiros na cabeça. Ela chegou a ser encaminhada ao Hospital do Trabalhador, mas não resistiu.

Dois dias antes, na noite de sábado (16), o filho dela, João Ector da Silva, de 25 anos, foi assassinado no mesmo bairro, na Rua Delegado Ricardo Taborda Ribas, com dez tiros. De acordo com o titular da Delegacia de Homicídios, Rubens Recalcatti, é possível que os autores de ambos os crimes sejam os mesmos.

O rapaz teria ido comprar maconha, segundo o delegado, na garupa de uma moto. Quando pediu a droga, o traficante apareceu e começou a efetuar os disparos. O autor teria dito ainda que aquilo era um “presente” da mãe de João. Segundo a DH, o rapaz brigava constantemente com a mãe, que era usuária de drogas. João também é suspeito de ter cometido um homicídio na capital.

A delegacia abriu um inquérito para investigar a morte de Vilma e, possivelmente até o final de semana, já deve ter o nome de quem a matou. Apesar da declaração do traficante que matou João, ainda não há confirmação de que a morte do rapaz tenha sido a mando da mãe.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais