Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Campanha

Serra diz que defesa da vida "merece fazer parte das palavras do Papa"

"Temos que ganhar o voto dos indecisos", disse Serra em Uberlândia. Candidato participou de encontro ao lado de Aécio Neves e Anastasia

  • G1 / Globo.com
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, participou de encontro com prefeitos e lideranças políticas em Uberlândia, em Minas Gerais, na tarde desta quinta-feira (28). O tucano estava acompanhado do senador eleito Aécio Neves e do governador reeleito de Minas, Antônio Anastasia.

Serra comentou a declaração do Papa Bento XVI, que afirmou nesta manhã que os bispos têm o dever de emitir julgamento moral "também em matérias políticas". O candidato disse não ter lido a íntegra do texto do pontífice, mas ficou sabendo do conteúdo do pronunciamento.

"O Papa é um líder espiritual mundial da Igreja Católica, ele tem pleno direito de emitir as suas diretrizes e orientações para os católicos do mundo. Tem plena liberdade de fazê-lo", comentou Serra. "É um guia espiritual muito importante. E a defesa da vida é algo que merece fazer parte das palavras do papa, além do que, é previsível, além do quê, é bom para o mundo ouvir isso, a defesa da vida", disse em coletiva após o encontro com prefeitos.

Mais cedo, antes do discurso no encontro com prefeitos, Serra recebeu uma imagem de Nossa Senhora de um eleitor. Ele beijou a imagem e a ergueu para o alto. Durante sua fala aos políticos, o tucano citou um personagem bíblico para explicar o objetivo de sua visita a Minas Gerais. Ele lembrou um episódio da vida de Salomão, constante no livro de Crônicas, na qual o rei tem a chance de fazer um pedido a Deus e escolhe receber sabedoria e conhecimento. O candidato diz que sua visita ao estado tinha esse espírito, buscar sabedoria e conhecimento.

Em relação às questões cotidianas que afligem os administradores municipais, o tucano se comprometeu com a valorização do poder dos municípios na resolução dos problemas dos cidadãos. Dirigindo-se aos prefeitos, ele disse que em sua gestão não haverá "FPM surrupiado", em uma referência à queda no repasse no Fundo de Participação dos municípios. Os prefeitos reclamam que as cidades foram prejudicadas com as reduções do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) durante a crise financeira.

Indecisos

No discurso aos prefeitos, Serra fez um apelo para que a militância busque os votos dos indecisos. "Temos que ganhar o voto dos indecisos, de quem não está muito decidido para o outro lado. Se for da saúde, tem que ganhar cinco votos, se for menina bonita, tem que ganhar 15", disse. O presidenciável brincou, dizendo que as meninas deveriam mandar e-mail para os pretendentes afirmando que aqueles que votam 45 teriam mais chances.

Após o encontro, o presidenciável realizou caminhada pelo Centro da cidade. A programação do candidato nesta quinta também prevê atividades de campanha em Montes Claros, no norte de Minas.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida Pública

PUBLICIDADE