Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

Campanha

Serra diz que defesa da vida "merece fazer parte das palavras do Papa"

"Temos que ganhar o voto dos indecisos", disse Serra em Uberlândia. Candidato participou de encontro ao lado de Aécio Neves e Anastasia

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, participou de encontro com prefeitos e lideranças políticas em Uberlândia, em Minas Gerais, na tarde desta quinta-feira (28). O tucano estava acompanhado do senador eleito Aécio Neves e do governador reeleito de Minas, Antônio Anastasia.

Serra comentou a declaração do Papa Bento XVI, que afirmou nesta manhã que os bispos têm o dever de emitir julgamento moral "também em matérias políticas". O candidato disse não ter lido a íntegra do texto do pontífice, mas ficou sabendo do conteúdo do pronunciamento.

"O Papa é um líder espiritual mundial da Igreja Católica, ele tem pleno direito de emitir as suas diretrizes e orientações para os católicos do mundo. Tem plena liberdade de fazê-lo", comentou Serra. "É um guia espiritual muito importante. E a defesa da vida é algo que merece fazer parte das palavras do papa, além do que, é previsível, além do quê, é bom para o mundo ouvir isso, a defesa da vida", disse em coletiva após o encontro com prefeitos.

Mais cedo, antes do discurso no encontro com prefeitos, Serra recebeu uma imagem de Nossa Senhora de um eleitor. Ele beijou a imagem e a ergueu para o alto. Durante sua fala aos políticos, o tucano citou um personagem bíblico para explicar o objetivo de sua visita a Minas Gerais. Ele lembrou um episódio da vida de Salomão, constante no livro de Crônicas, na qual o rei tem a chance de fazer um pedido a Deus e escolhe receber sabedoria e conhecimento. O candidato diz que sua visita ao estado tinha esse espírito, buscar sabedoria e conhecimento.

Em relação às questões cotidianas que afligem os administradores municipais, o tucano se comprometeu com a valorização do poder dos municípios na resolução dos problemas dos cidadãos. Dirigindo-se aos prefeitos, ele disse que em sua gestão não haverá "FPM surrupiado", em uma referência à queda no repasse no Fundo de Participação dos municípios. Os prefeitos reclamam que as cidades foram prejudicadas com as reduções do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) durante a crise financeira.

Indecisos

No discurso aos prefeitos, Serra fez um apelo para que a militância busque os votos dos indecisos. "Temos que ganhar o voto dos indecisos, de quem não está muito decidido para o outro lado. Se for da saúde, tem que ganhar cinco votos, se for menina bonita, tem que ganhar 15", disse. O presidenciável brincou, dizendo que as meninas deveriam mandar e-mail para os pretendentes afirmando que aqueles que votam 45 teriam mais chances.

Após o encontro, o presidenciável realizou caminhada pelo Centro da cidade. A programação do candidato nesta quinta também prevê atividades de campanha em Montes Claros, no norte de Minas.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida Pública

PUBLICIDADE