Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

eleições de 2018

Vitória de Greca abre disputa entre Ratinho Jr. e Osmar Dias ao governo do PR

Vice-governadora Cida Borghetti (PP), apoiada pelo ministro da Saúde Ricardo Barros (PP), surge como terceira força para 2018

Ratinho Jr. (PSD) e Osmar Dias (PDT) surgem como principais oponentes ao governo do Paraná em 2016. | Gazeta do Povo
Ratinho Jr. (PSD) e Osmar Dias (PDT) surgem como principais oponentes ao governo do Paraná em 2016. Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Passada a eleição municipal em Curitiba, vencida por Rafael Greca (PMN) neste domingo (30), o foco político já se volta para a disputa pelo governo do Paraná em 2018. O cenário, mesmo com dois anos pela frente, está definido: Osmar Dias (PDT) contra Ratinho Jr. (PSD).

Em entrevista ao Valor Econômico, Osmar confirmou que será candidato a governador. “Isso [candidatura] está definido com bastante determinação”, disse. “Estou fora da política há seis anos e não pensava necessariamente em voltar, mas a situação se impôs”, acrescentou.

A candidatura dele acaba alavancada pela vitória de Greca, apoiado pelo atual governador Beto Richa (PSDB). Nos bastidores, fala-se que o ex-senador teria trabalhado para eleger o candidato do PMN em Curitiba.

Nesse cenário, Richa juntaria as forças com Osmar para concorrer a uma vaga no Senado em 2018. A análise do governo é que o tucano saiu fortalecido do pleito deste domingo (30).

“O Beto ganhou em Curitiba no meio de uma crise econômica, greve dos professores, ocupação de escolas. Ele soube equilibrar as medidas que deveriam ser tomadas, dosou a mão para não contaminar as eleições”, afirmou o chefe da Casa Civil estadual, Valdir Rossoni.

Osmar Dias terá Ratinho Jr. como principal oponente. A candidatura do atual secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano (Sedu) foi confirmada no domingo pelo presidente estadual do PSD, Eduardo Sciarra.

“Com toda certeza o partido [PSD] será protagonista nas eleições daqui a dois anos com Ratinho Jr. que é um pré-candidato ao governo do estado”, disse, lembrando o desempenho de Ney Leprevost (PSD), que perdeu a prefeitura de Curitiba por uma margem de 6,5 pontos porcentuais para Greca, mas que desbancou Gustavo Fruet no primeiro turno.

A pretensão de Ratinho Jr., aliás, deve rapidamente ter repercussões no governo do estado. Pelo lado do PSD, a posição do partido dentro do governo Richa será decidida pela executiva estadual.

Do ponto de vista da atual gestão, porém, a situação do futuro candidato ao governo do Paraná ficou insustentável. “Não há mais convivência para ele [Ratinho Jr.] no Palácio”, disse um deputado estadual da base do governo.

Terceira via

A vice-governadora Cida Borghetti (PP) deve aparecer como a terceira força em disputa pelo governo. No início do ano, a ex-deputada estadual e federal, já havia indicado que seria candidata. Até agora, porém, não há uma definição oficial.

Ela conta com o apoio do marido dela e ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), para alavancar uma possível campanha. Além disso, a filha do casal e atual deputada estadual, Maria Victoria (PP), concorreu à prefeitura de Curitiba, para fortalecer o partido para 2018 e aumentar a base de eleitores na capital paranaense.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida Pública

PUBLICIDADE