Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Fotógrafo da Gazeta terá foto publicada em calendário nacional

A foto entitulada "À espera da chuva de verão", do fotógrafo Jonathan Campos (Figura ao lado), da equipe da Gazeta do Povo, foi uma das selecionadas no concurso fotográfico do Sistema CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil). Das 425 fotos enviadas por participantes de todo Brasil, foram premiados os autores das 12 melhores imagens, escolhidas por uma comissão julgadora formada por quatro integrantes do Sistema CNA/SENAR e pelo fotógrafo Orlando Brito. Os critérios utilizados para seleção foram: originalidade, criatividade, beleza, receptividade do público, adequação ao tema e qualidade técnica. Além disso, foram avaliados a interação do homem do campo e o ambiente rural. Os participantes utilizaram a linguagem fotográfica para retratar o tema: "Homens e mulheres construíndo o agronegócio brasileiro". As fotos escolhidas serão utilizadas para a impressão do calendário 2010 e em outras publicações do sistema. A foto, tirada em outubro deste ano, mostra o produtor Alfredo Horn, de Nova Mutun, no Mato Grosso, vistoriando a lavoura de soja.

JornalismoCaminhos do Campo conquista Prêmio CNA

Uma reportagem sobre os produtores do Sul do país que desbravam a nova fronteira agrícola brasileira também rendeu aos jornalistas Giovani Ferreira e José Rocher, da Gazeta do Povo, o 4º Prêmio CNA de Jornalismo, categoria Mídia Impressa – Jornal. A revelação dos vencedores ocorreu na semana passada, em solenidade na sede da entidade, em Brasília. A reportagem "Novas Gerações, Novas Fronteiras", publicada no caderno Caminhos do Campo em 24 de março deste ano, mostrou a abertura e a incorporação da mais nova fronteira agrícola do país, o chamado MaToPiBa (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), na região Centro-Norte do Brasil. O Prêmio CNA foi o terceiro conquistado pela equipe do caderno Caminhos do Campo neste ano. Em junho, a reportagem "Negócios de R$ 1 bilhão" foi a vencedora da categoria Jornal do 8º Prêmio Massey Ferguson de Jornalismo. No mês passado, a equipe do caderno Caminhos do Campo ficou em segundo lugar no Prêmio Ocepar de Jornalismo 2009, com a edição especial "Hora de Coope­rar".

Mercosul

TEC para importação de lácteos vai a 28% (Figura 1)

O Conselho do Mercado Co­­mum do Mercosul aprovou a elevação da Tarifa Externa Comum (TEC) de importação de lácteos para países membros (exceto Paraguai) para 28%. A proposta de revisão da antiga tarifa que estava entre 14% e 16% foi apresentada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) na Câmara de Comércio Exterior (Camex), em 2007. A medida proporciona maior segurança para agricultores familiares e cooperativas de leite do Mercosul ante produtos provenientes de países com altos subsídios. Só no Brasil, são produzidos 27 bilhões de litros ao ano, sendo que 58% do total vêm de mais de um milhão de estabelecimentos da agricultura familiar, de acordo com dados do Censo Agro­­pecuário de 2006, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Subvenção

Seguro do trigo custou R$ 2,4 milhões ao Paraná

Para subvencionar o plantio de trigo, o governo do estado desembolsou este ano R$ 2,4 milhões. A informação é da Secretaria Esta­dual da Agricultura e Abasteci­mento (Seab). Foi o primeiro ano que o Paraná complementou, após autorização da Assembleia Le­­gislativa, a subvenção ao prêmio de 70% concedida pelo governo federal. A Seab divulgou que fo­­ram beneficiados 1,5 mil produtores, de praticamente todas as re­­giões do estado. Eles conseguiram ajuda para cobrir metade dos 30% do preço do seguro restantes. Mas para quem fizesse parte do programa estadual de irrigação noturna, que tem como objetivo reduzir o consumo de energia elétrica nos horários de pico, foi concedida subvenção total. O governo do es­­tado planeja ampliar o repasse para R$ 6 milhões na próxima safra.

Renovação

Trator Solidário deve atender 10 mil produtores até 2010

Os financiamentos de tratores com juros de 1% ao ano através do Trator Solidário devem atender 10 mil produtores rurais com 7,5 mil máquinas até 2010, conforme o governo do estado. Esses números consideram a primeira e a segunda fase do programa, que foi confirmada na última semana. Na primeira fase, a partir de 2007, foram atendidos 6 mil agricultores familiares. Os preços dos tratores terão reajustes entre R$ 2 mil e R$ 3 mil sobre os preços válidos até setembro – R$ 52,9 mil (75 cv) e R$ 43,3 mil (55cv). Na avaliação do governo do estado, ainda existe uma demanda reprimida por máquinas nas pequenas propriedades. O Trator Solidário ajudou a ampliar a participação de tratores de 75 e 55 cv no segmento. Eles representavam metade das vendas e agora chegam a dois terços.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]