LANÇAMENTO

Expedição Safra vai a campo com expectativa de ver Brasil assumir liderança na soja

A previsão é que os agricultores brasileiros colham 120,3 milhões de toneladas de soja em uma área de 36 milhões de hectares, um milhão a mais do que no ciclo anterior

Jonathan Campos/Gazeta do Povo Em sua 13ª edição, a expedição é um dos maiores e mais tradicionais levantamentos técnico-jornalísticos da safra de grãos na América do Sul | Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Em sua 13ª edição, a expedição é um dos maiores e mais tradicionais levantamentos técnico-jornalísticos da safra de grãos na América do Sul

BRASÍLIA (DF) |

  • Marcos Tosi, enviado especial

Em sua 13ª edição, um dos maiores e mais tradicionais levantamentos técnico-jornalísticos da safra de grãos na América do Sul – a Expedição Safra do Núcleo de Agronegócio da Gazeta do Povo – será lançado nesta quarta-feira, 10 de outubro, em Brasília, na sede do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

Neste ano, a expectativa em relação à safra de verão é ainda maior, não só entre os produtores brasileiros, mas também entre nossos concorrentes internacionais, diante da projeção do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos de que o Brasil assumirá a liderança na produção mundial de soja, superando os próprios EUA.

A previsão é que os agricultores brasileiros colham 120,3 milhões de toneladas de soja em uma área de 36 milhões de hectares, um milhão a mais do que no ciclo anterior, enquanto os americanos devem colher cerca de 116 milhões de toneladas. Em relação ao milho, segunda principal cultura agrícola, a expectativa é de uma leve redução de área, em função das condições de mercado mais favoráveis à soja no contexto da guerra comercial entre China e Estados Unidos.

Entre outubro de 2018 e abril de 2019 as equipes da Expedição irão percorrer quase 50 mil quilômetros em 12 estados das Regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste, conversando com produtores, técnicos e pesquisadores. O roteiro inclui ainda visitas a áreas de produção agrícola no Paraguai, Argentina, Uruguai e Estados Unidos. Além do levantamento quantitativo da safra, verificando tecnologia das lavouras, custos de produção e impacto do clima – o foco de centenas de entrevistas, depoimentos e coleta de dados será entender, e traduzir, os movimentos do mercado e desafios ligados à logística, à comercialização e ao consumo.

Neste ano, o lançamento da Expedição Safra reforça uma discussão temática do projeto, que também passa pelas engenharias, em especial a Agronomia. A parceria com o Sistema Confea-Crea ajudará a dar ainda mais capilaridade à pesquisa de campo da Expedição, visto que o Confea representa 100 mil profissionais da engenharia agronômica no país.

A Expedição Safra 2018/19 é apresentada pelo Sistema Confea/Crea e Mutua. Com patrocínios da Caixa Econômica Federal, Sementes e Fertilizantes Castrolanda, Agrotec, Alta, Solaris e Sociedade Rural do Paraná. O apoio logístico é do Groupe Renault.

Siga o Agronegócio Gazeta do Povo

8 RECOMENDAÇÕES PARA VOCÊ

VOLTAR AO TOPO

NOTÍCIAS POR CULTURA