| Hugo Harada/Gazeta do Povo
| Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

A Expedição Suinocultura volta à estrada para visitar as principais regiões produtoras de Minas Gerais. A equipe de técnicos e jornalistas vai conferir o funcionamento da Bolsa de Suínos que reúne produtores e frigoríficos para debater o preço pago por quilo do suíno vivo no estado. Os valores são negociados semanalmente e divulgados no site da Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (Asemg). O encontro ocorre na segunda-feira (12), na sede da entidade em Belo Horizonte.

O projeto vai percorrer ainda a região de Ponte Nova, na Zona da Mata Mineira, em visita a granjas, frigoríficos, associações e cooperativas ligadas à cadeia produtiva da carne suína de Minas Gerais. Responsável pela produção de 400,1 mil toneladas em 2015 e pela exportação de 14,1 mil t, o estado figura como quarto maior representante da suinocultura brasileira, conforme apontam os dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

Expedição

A Expedição Suinocultura é uma iniciativa do Núcleo de Agronegócio Gazeta do Povo em parceria com a Frimesa. A intenção do projeto é construir um diagnóstico do setor e fomentar o debate mesmo em período de crise, causada principalmente pela alta no custo dos insumos. Além de Minas Gerais, a equipe do projeto já visitou o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Juntos, os quatro Estados respondem por 80% da cadeia da carne suína nacional e produzem mais de 2,5 milhões de toneladas por ano.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]