PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Logística
  3. Porto de Paranaguá amplia calado noturno
Infraestrutura

Porto de Paranaguá amplia calado noturno

Capitania dos Portos autorizou aumento de 30 centímetros para navios de até 243 metros; decisão aumenta produtividade do complexo

ANDRE RODRIGUES Atualmente, o porto opera com 12,50 metros, durante o dia; e 10,60 m, de noite. Com a medida, serão acrescentados 30 centímetros no período noturno . | ANDRE RODRIGUES

Atualmente, o porto opera com 12,50 metros, durante o dia; e 10,60 m, de noite. Com a medida, serão acrescentados 30 centímetros no período noturno .

  • Da Redação com informações da FAEP 

O embarque e desembarque de cargas no Porto de Paranaguá, no Litoral do Paraná, deve ganhar mais agilidade e maior capacidade em breve. Nesta semana, a Capitania dos Portos de Paranaguá autorizou o aumento do calado noturno - distância entre a superfície da água e a parte mais baixa do navio naquele ponto - em todas as áreas úmidas do terminal.

Atualmente, o porto opera com 12,50 metros, durante o dia; e 10,60 m, de noite. Com a medida, serão acrescentados 30 centímetros no período noturno para navios maiores de 243 metros de comprimento (10,90 m). O que representa 3 mil toneladas a mais por navio. Navios menores ganharão 1,10 metro de calado.

Segundo Nilson Hanke Camargo, consultor da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP), com isso, além de poder aumentar o volume de cargas, as embarcações poderão operar noite e dia, gerando rapidez e agilidade nas operações de exportação e importação.

Camargo conta que há cerca de oito meses foi realizada uma dragagem de manutenção e aprofundamento que já permitiria o aumento de calado. Porém, a Marinha do Brasil, responsável pela homologação, não havia autorizado esta mudança. Ainda de acordo com o consultor, os próximos aumentos serão de 30 em 30 centímetros, até se chegar à meta de 12,50 metros de calado para cargas gerais.

Para as cargas em granéis, a meta é chegar a 13,50 metros de calado nos próximos meses, permitindo maior embarque e desembarque de cargas nos terminais. “O término da operação de dragagem de aprofundamento, previsto para outubro deste ano, vai possibilitar o acesso de navios de maior capacidade, o agronegócio tem muito a ganhar com isso, pois vai proporcionar a possibilidade de embarcar navios maiores e mais cheios, uma vez que hoje as condições do porto não permitem que muitas embarcações saiam completamente carregadas”, afirma Camargo.

Siga o Agronegócio Gazeta do Povo

8 RECOMENDAÇÕES PARA VOCÊ

VOLTAR AO TOPO

NOTÍCIAS POR CULTURA