Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Peste suína africana leva mais de 7 milhões de animais ao abate sanitário na Ásia
Peste suína africana leva mais de 7 milhões de animais ao abate sanitário na Ásia| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) informou nesta sexta-feira (1º), que 7.054.417 suínos já foram abatidos em países asiáticos por causa da contaminação por peste suína africana. O número representa um aumento de 100 mil animais em comparação com o levantamento anterior da organização, divulgado em outubro. Os dados mais recentes da FAO foram atualizados até a quinta-feira (31) e divergem das estimativas de mercado por contabilizarem somente os números divulgados por órgãos oficiais de cada país.

O aumento nos abates se deve principalmente ao número de suínos descartados no Vietnã, que passou de 5,6 milhões para 5,7 milhões. É a pior condição em termos de número de animais que sacrificados. No país, segundo o Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural, a epidemia atingiu 63 províncias desde o relato da doença, em 19 de fevereiro. A FAO informou ainda que seis novos focos da doença foram detectados no continente.

Dos novos casos, quatro foram verificados na Coreia do Sul, um no Vietnã e um na China. Esse último tem a situação mais crítica em termos de extensão, com 161 focos em 32 províncias, incluindo a região administrativa de Hong Kong. De acordo com dados divulgados pelas autoridades locais, desde a identificação da doença 1,192 milhão de animais foram eliminados. Nos demais países afetados, Coreia do Norte, Mongólia, Filipinas, Camboja, Mianmar, Laos e Timor Leste, os números ficaram inalterados em relação ao balanço anterior. Com a atualização, a FAO estima 580 focos da doença espalhados pela Ásia contra 574 no relatório anterior.

Conteúdo editado por:Cristina Seciuk
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]