|
| Foto:

O presidente da Emater, Rubens Ernesto Niederheitmann, garantiu que a contratação dos novos funcionários que vão reforçar os quadros da entidade vai acontecer em 2016. Em conversa exclusiva com o Agronegócio Gazeta do Povo ele revelou que já está sendo estruturado o plano de demissão voluntária (PDV) que vai dar lastro para as contratações.

A meta é que o programa permita a saída de até 148 trabalhadores, o que pode render uma economia estimada de R$ 700 mil por mês ao orçamento da entidade. "Os custos desse PDV não oneram a folha de pagamentos, pois contam como verbas rescisórias. O gasto não entrou no orçamento do governo deste ano, mas já está previsto para 2016", destacou. Ele indica que não há garantias de que a meta de economia será atingida, mas a expectativa é de que todos os 400 concursados sejam nomeados.

Confira na entrevista em vídeo abaixo mais detalhes sobre como vai funcionar esse processo de transição.

Leia também:Aprovados da Emater serão chamados em março de 2016Sem verba, convocação da Emater fica para 2016

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]