Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Foto: Mercedes-Benz/ Divulgação
Foto: Mercedes-Benz/ Divulgação| Foto:

Depois de um longo período, a Mercedes-Benz volta a oferecer um modelo com o preço abaixo dos R$ 140 mil. E a etiqueta mais acessível foi dada ao seu principal lançamento do ano: o Classe A Sedan.

O inédito modelo, estrela da marca no Salão do Automóvel de São Paulo de 2018, chega às lojas partindo de R$ 139.990. É o valor cobrado pela versão A 200 Sedan Style, com motor 1.3 turbo a gasolina.

A etiqueta é só um pouco acima a do Honda Civic 1.5 Touring, por exemplo, que custa R$ 128,9 mil. O rival direto é o Audi A3 Sedan, que começa em R$ 138.990 com propulsor 1.4 turboflex.

Já a outra opção, a A 1.3 200 Sedan Advance, sai por R$ 169.990, na mesma motorização. O CLA era então a opção zero km de entrada da marca alemã, ao preço inicial de R$ 147.900 na versão 180 Style 1.6 turboflex.

Veja Também:

A diferença de R$ 30 mil entre as duas configurações do Classe A Sedan se deve, principalmente, ao pacote de conectividade. A mais cara vem com todos os recursos do pacote MBUX (Mercedes-Benz User Experience), como as duas telas integradas de 10,25 polegadas e o sistema de comando de voz que permite condutor e passageiro "conversarem" com o carro.

Na opção de entrada Style, as telas são de 7 polegadas cada e não há comando de voz na função MBUX. Ressaltando que o painel das duas é totalmente digital.

O painel vem com duas telas unificadas e 100% digitais. Foto: Mercedes/ Divulgação
O painel vem com duas telas unificadas e 100% digitais. Foto: Mercedes/ Divulgação

A Advance oferece ainda o pacote Progressive, que adiciona duas saídas de escape visíveis, friso das janelas cromados, acabamento de painel em alumínio escovado, detalhes no volante e portas em alumínio, teto solar elétrico panorâmico e banco do motorista com ajustes elétricos e memória.

Na Style a grade do radiador é em formato diamante, enquanto o para-choque dianteiro traz o design “A-wing”, característica de modelos AMG.

No restante, ambas vêm com câmera de ré, conexão Android Auto e Apple CarPlay no multimídia, assistente de frenagem emergencial (reduz as consequências de colisões traseiras ou até mesmo evitá-las totalmente), sete airbags e rodas de liga leve aro 18.

>> Flagra: nova geração do Onix circula pelas ruas; veja o que já sabemos do carro

>> Corsa, Mille, Fusca… Como seria hoje o preço de carros populares dos anos 90

Foto: Mercedes/ Divulgação
Foto: Mercedes/ Divulgação

Motor 1.3 turbo

O Mercedes estreia no Brasil a motorização 1.3 turbo, de quatro cilindros e com injeção direta de combustível, que rende 163 cv e 25,5 kgfm de torque.

O propulsor trabalha com um sistema automático que desativa dois dos cilindros em rotação mais baixa, privilegiando a maior eficiência no consumo. O câmbio é automatizado de dupla embreagem e sete marchas. O sedã vai de 0 a 100 km/h em 8,1 segundos e alcança 230 km/h de velocidade máxima (controlada eletronicamente).

O curioso é que o motor do Classe A Sedan, batizado de M282, foi desenvolvido em parceria com a aliança Renault-Nissan-Mitsubishi. Na montadora francesa ele é chamado de TCe e equipa o novo Duster na Europa. E também será usado no Brasil na atualização do utilitário compacto prevista para meados de 2020.

Foto: Mercedes/ Divulgação
Foto: Mercedes/ Divulgação

Mas a filial brasileira da Mercedes informou ao site Quatro Rodas que apesar da "cooperação" entre as empresas no desenvolvimento, os motores não são "iguais", com distinção no uso dos componentes.

A Renault, segundo a marca, fornece algumas partes do M282, que são submetidas a "testes rigorosos de qualidade" para atender "ao alto padrão de qualidade exigido" pela Mercedes.

>> Governo oficializa as novas regras para tirar a CNH; veja o que muda

>> Projeto propõe fim da obrigatoriedade de fazer autoescola para tirar a CNH

A novidade é um típico sedã, com os três volumes bem definidos, e não com visual estilo cupê do CLA. Possui 4,54 m de comprimento, repetindo os bons 2,73 m de extre-eixos do Classe A hatch. O porta-malas leva até 430 litros de bagagem.

O modelo desembarca em solo nacional importado do México, mas tem grandes de virar um produto nacional no futuro.

  • Salão de São Paulo 2018. Foto: Renyere Trovão/ Gazeta do Povo
  • Salão de São Paulo 2018.Foto: Renyere Trovão/ Gazeta do Povo

SIGA O AUTO DA GAZETA NO INSTAGRAM

Ver essa foto no Instagram

SANDERO DE CARA NOVA ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A Renault lança a atualização do Sandero e as variantes Stepway (aventureira) e Logan (sedã). ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Muda visual e entram o câmbio CVT (o mesmo de Duster, Captur e Kicks) e novos itens de série, além de melhorias no acabamento interno. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A linha 2020 também incorpora as nomenclaturas Life, Zen e Intense, já usadas por Kwid e no Captur, além da inédita Iconic, presente no Logan e Stepway como topo da gama. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ PREÇOS Sandero: R$ 46.990 a R$ 69.690 (R.S.) Stepway: R$ 61.190 a R$ 73.090 Logan: R$ 50.490 a R$ 71.090 ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A família passa a vir de série com airbags laterais e luz diurna em led integrado aos faróis (no R.S é no para-choque), enquanto as versões CVT são equipadas com controle de estabilidade e assistente de partida em rampa. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Na dianteira, a grade frontal, para-choque e nichos das luzes de neblina foram redesenhados. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Na traseira, as lanternas do Sandero e do Stepway agora seguem o design do Mégane europeu - no Logan, permanece o formato quadrado. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A motorização mantém as opções 1.0 SCe, de três cilindros, que rende 82/79 cv, e o 1.6 SCe, de 120/118 cv (etanol/ gasolina). O 2.0, de 150 cv e 20,9 kgfm de torque, continua exclusivo do esportivo Sandero R.S.. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Confira todos os detalhes das novidades no endereço www.gazetadopovo.com.br/automoveis. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ 📷 Daniel Deverecki e Rodolfo Buhrer/ La Imagem ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ #renaultsandero #renaultlogan #renaultstepway #hatch #sedan #carroaventureiro #carros #renaultbrasil #automoveis #gazetadopovo #cargram #instacar

Uma publicação compartilhada por Automóveis Gazeta do Povo (@autogazetadopovo) em

5 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]