Campinas (SP) – É possível melhorar o desempenho de um carro que já é excepcional em qualquer situação? Sim, se a pergunta se refere ao comportamento na pista do novo Classe E. Basta sentar ao volante do modelo de luxo para começar a sentir que dirigi-lo é uma experiência especial. Todos os ajustes de banco e volante são elétricos e muito fáceis. O quadro de instrumentos é de bom gosto e prático. Já o freio de estacionamento de pedal, no lado esquerdo do volante, libera espaço para compartimentos no console central – pena, no entanto, que não há porta-copos na cabine (segundo a montadora, os europeus não gostam deste acessório).

Ao girar a chave e colocar o carro em movimento mais boas surpresas. A direção é muito leve - agora 10% mais direta (o motorista precisa girar menos o volante) e o câmbio automático seqüencial de sete velocidades é tão suave que quase não se percebe a mudança de marchas. Há opção de troca manual com movimentos laterais da alavanca.

Mas são os motores que equipam o novo Classe E que fazem a diferença. Se o motor V6 de 272 cv é silencioso e garante desempenho marcante, o V8 oferece um desempenho excepcional, de carro esportivo, já que sua cilindrada foi aumentada de 5.0 para 5.5 litros e a potência de 306 cv para 388 cv. As retomadas do Classe E com motor V8 são realmente fulminantes.

O carro também passou com louvor nos testes de ergonomia e estabilidade. Todos os instrumentos estão ao alcance do motorista e, mesmo nas curvas mais fechadas, o sedã fica grudado nas curvas, graças aos freios ABS com BAS (assistência de frenagem), ao programa eletrônico de estabilidade (ESP) e a suspensão perfeitamente calibrada.

Saiba mais

O Classe E 63 AMG, que será apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo, em outubro, virá com bancos esportivos, câmbio de sete marchas, controlador de velocidade ativo , rodas AMG de 18 polegadas, suspensão esportiva e volante com comandos de trocas de marchas.

A Mercedes-Benz ainda não tem uma expectativa de vendas da nova Classe E. Mas a empresa prevê que do total de modelos comercializados, 70% serão da E 350 e 30% da E 500.

Ficha Técnica*

Motor V8, quatro válvulas por cilindro, 5.461ccPotência máxima 388 cv a 6.000 rpmTorque máximo 53 kgfm entre 2.800 e 4.800 rpmCâmbio automático seqüencial de sete velocidadesVelocidade máxima 250 km/h0 a 100 km/h 5,3 segundosDimensões 4,85 metros de comprimento, 1,82 metro de largura, 1,46 metro de altura e 2,85 metros de entreeixosPorta-malas 530 litrosPreço R$ 385 mil (Curitiba)

* Versão E 500 sedã

Veja também
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]