A guerra tecnológica travada no segmento das superesportivas de 1.000cc foi levada muito a sério pela Kawasaki. A Ninja ZX-10R, versão 2006, é totalmente nova. O motor de quatro cilindros em linha, de 998 cm3, 16 válvulas e refrigeração liquida, foi reposicionado em ângulo de 23 graus, rebaixando ligeiramente o centro de gravidade da moto. O sistema de injeção eletrônica foi completamente refeito proporcionando agora 185 cv. A frente ficou mais estreita e os faróis ainda menores. No centro da carenagem uma abertura serve para pressurizar o ar da mistura com o combustível, como um turbo em altas velocidades. Os escapes, feitos em titânio, são como duas bazucas devido à utilização de catalizadores, para atender as normas ambientais. O amortecedor de direção Ohlins passa a ser de série. Em Curitiba, a ZX-10R custa R$ 68,5 mil na Fátima Motorcycles.

Honda CBR 1000RR Fireblade

Inspirada no modelo de competição, a superesportiva CBR 1000RR Fireblade possui estilo arrojado e esportivo. Seu design permite o encaixe uniforme das pernas do piloto e o controle adequado da motocicleta. O motor de 998 cm3, DOHC com duplo comando de válvulas no cabeçote, de quatro tempos, quatro cilindros de quatro válvulas, oferece elevada performance, com potência máxima de 171,3 cv a 11.250 rpm e torque máximo de 11,7 kgfm a 8.500 rpm. Seu painel de instrumentos é digital com um tacômetro eletrônico no centro. Abaixo fica um visor de cristal líquido que informa a velocidade e a quilometragem percorrida (total e parcial), a hora e a temperatura do líquido de arrefecimento. No modelo 2006, as carenagens recebram novo design, que transmite formas mais agressivas e aumentanndo a imagem esportiva da Fireblade. A Fireblade está com o preço de R$ 69,5 mil na Cabral Motor.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]