Jürgen Stackmann, do conselho de administração da Volkswagem, durante a confirmação do T-Sport. Foto: Reprodução/ Twitter
Jürgen Stackmann, do conselho de administração da Volkswagem, durante a confirmação do T-Sport. Foto: Reprodução/ Twitter| Foto:

A ofensiva da Volkswagen no mercado sul-americano não para. Mais uma novidade está no forno e já foi confirmada: o T-Sport. Chamado de "SUV do Polo", ele será produzido na fábrica de Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), com previsão de estrear em maio de 2020.

A chegada do modelo tinha sido revelada por um esboço publicado no twitter por Jürgen Stackmann, integrante do conselho de administração da marca alemã. O executivo postou uma série de fotos na rede social comentando sobre a sua vinda à sede da Volks no ABC paulista.

Na imagem ele aparece colocando sua assinatura ao lado do desenho do carro rabiscado numa parede pelo chefe de Design da VW América do Sul, José Carlos Pavone, também responsável pelo projeto genuinamente brasileiro.

Nesta quinta-feira (29) o grupo Volkswagen, na Alemanha, confirmou a novidade, além do investimento de R$ 2,4 bilhões nas fábricas de São Paulo (São Paulo, Taubaté e São Carlos). Também divulgou outro esboço do design do carro.

Pela imagem é possível perceber que o T-Sport (nome provisório ainda, mas que deve ser oficializado) traz inspiração do conceito SUV Coupe, exibido em abril no Salão de Xangai 2019. O estilo cupê possui a linha de cintura mais alta e um acentuado caimento do teto na parte traseira.

Foto: Volkswagen/ Divulgação
Foto: Volkswagen/ Divulgação

A novidade também será fabricado na planta de Pamplona, na Espanha, para o mercado europeu. É a primeira vez que um veículo projetado e desenvolvido 100% no Brasil terá também a fabricação europeia.

O Fox, outro produto genuinamente brasileiro, foi vendido na Europa, porém via exportação da unidade paranaense.

O SUV Coupé Concept apresentado no Salão de Xangai 2019 e que parece servir de inspiração para o T-Sport. Foto: Divulgação
O SUV Coupé Concept apresentado no Salão de Xangai 2019 e que parece servir de inspiração para o T-Sport. Foto: Divulgação

Preços entre R$ 60 e R$ 80 mil

A Volkswagen já havia divulgado que o seu segundo SUV/ crossover produzido em solo nacional seria lançado no início de 2020 - o primeiro é o T-Cross, que sai da linha de São José dos Pinhais (PR).

A novidade é chamado pela Volks de New Urban Coupé, veículo cupê urbano, em inglês. Será uma espécie de "mini-SUV" e atuará entre os carros de passeio e os utilitários, numa faixa de preço que vai de R$ 70 mil a R$ 85 mil, alcançando o T-Cross "básico".

A marca diz que seu produto inédito terá um elevado volume de produção, possivelmente acima de 60 mil exemplares/ ano.

Como deriva do Polo, terá um entre-eixos de 2,56 m, menor que os 2,63 m do T-Cross, o mesmo do Virtus - todos nascidos da mesma plataforma MQB A0.

Além da arquitetura igual a dos irmãos, o T-Sport também vai compartilhar a motorização. Debaixo do capô o 1.0 turbo, de 128 cv e 20,4 kgfm de torque para as versões Comfortline e Highline, associado ao câmbio automático de seis velocidades. Enquanto as de entrada devem adotar o 1.6 aspirado MSI, de 117 cv e 16,5 kgfm, com a transmissão manual (seis velocidades) e automática.

Visual inovador e inédito

"É no quesito visual que a montadora mais aposta para o sucesso do crossover compacto. "O desenho é muito diferente, nem parece um Volkswagen. Fizemos pesquisas do carro com consumidores, que ficaram encantados", disse Pablo Di Si, presidente da Volkswagen para a América do Sul.

Já Pavone ressaltou que a silhueta será inovadora, e que em nada lembra um carro do segmento de entrada. "Estamos desenvolvendo esse carro há três anos e é um orgulho vê-lo nascer do zero".

Pelo esboço, nota-se realmente que a traseira será completamente distinta de outros produtos da marca. Já a dianteira deve remeter ao Polo.

O modelo deve brigar diretamente com o Honda WR-V, mas pode beliscar as versões de entrada de Nissan Kicks e Ford EcoSport.

20 lançamentos até fim de 2020

O T-Sport será mais um da lista de 20 lançamentos que a Volkswagen planejou até o fim de 2020 para a renovação quase total da gama. Para tanto, o plano de investimento foi de R$ 7 bilhões, sendo que 13 modelos têm produção nacional.

Entre setembro e outubro a marca deve apresentar a versão final dos esportivos Polo e Virtus GTS, com motor 1.4 turbo, de 150 cv.

Até o fim do ano estreia o Golf GTE, um híbrido plug-in que dá início a eletrificação da Volks no país. Ainda para 2020 está programado o Tarek, SUV médio rival do Compass que virá importado de Pacheco, na Argentina.

VW Golf GTE chega até o fim deste ano. Foto: Volkswagen/ Divulgação
VW Golf GTE chega até o fim deste ano. Foto: Volkswagen/ Divulgação

Nova fase da Volks no Brasil

QUEM JÁ CHEGOU:

  • Polo (nova geração)
  • Virtus (inédito)
  • Fox Connect e Xtreme (novas versões)
  • Golf (atualização)
  • Golf Variant (atualização) - com o fim da produção em São José dos Pinhais, a perua deixou de ser vendida no Brasil
  • Gol (atualização/ câmbio automático)
  • Voyage (atualização/ câmbio automático)
  • Amarok V6 (nova motorização)
  • Jetta (nova geração)
  • Tiguan (nova geração)
  • T-Cross (inédito)

QUEM VAI CHEGAR:

  • Polo GTS
  • Virtus GTS
  • Golf GTE híbrido (novidade)
  • Tarek (novidade)
  • T-Sport (inédito)
  • Saveiro (nova geração)
  • Gol (nova geração)
  • Passat (atualização)
  • Atlas (novidade)
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]