Blog Memória FC
0

35 fotos bizarras, curiosas, engraçadas e históricas do Coritiba

Amigos, abaixo um banquete de fotos das mais diversas épocas do Coritiba. Flagrantes bizarros, engraçados, históricos etc. Aproveitem!

Os registros pertencem ao acervo do grupo GRPCOM, não podem ser reproduzidos sem autorização.

Brandão e Régis tiram foto com um amigo que conheceram numa campanha contra o fumo.

O zagueiro Hermes em momento RELAX.

A comemoração dos 88 anos do Coxa não teve bolo gigante, mas compensou no tamanho das velas.

Basílio, o avante LÉPIDO e carequinha ostenta a sua Blazer.

O artilheiro Brandão DANDO UMA BANDA de tratorzinho de recolher grama.

César Prates, aquele, ESBANJANDO ELEGÂNCIA em sua apresentação no clube.

Dinei, o cabeça branca que foi pego no antidoping com cocaína exibe uma manchete curiosa.

Goleirão Sérgio e sua MODA CAPILAR: o famoso careca-cabeludo.

Boleirada curtindo o chamado regenerativo com um TRENZINHO AQUÁTICO.

O Coxa foi pródigo em goleiros com o visual careca-cabeludo. Este é Jorge Seré.

Mais um jogador de VISUAL INVOCADO: Mozart, o volante regueiro.

Ainda bem que passou essa moda, na foto representada por Dinei.

Nu de faixa: torcida do Coritiba veste a escultura na comemoração do título de 1999.

Torcida grava lembranças para o presidente Jacob Mehl nos muros do Couto Pereira.

Alex e o exercício de formar um coração com o colega ao lado.

“Vamos lá, rapaziada. Hora de espantar o sono”.

O inesquecível Vital e o penteado RABO DE COELHO.

Zambiasi aproveita para fazer uma plástica no nariz durante o jogo.

Sensacional vista aérea do Couto Pereira e do bairro em 1972. Ruas de terra batida próximas do estádio.

A intimidade do presidente Evangelino Neves no jantar de comemoração do título de 1969.

O artilheiro Chicão e o tempo em que os boleiros se vestiam como pessoas comuns.

Goleiro Jairo no melhor estilo XADREZ COMPLETO.

Outra comemoração com faixa no Homem Nu, desta feita após o título do Paranaense de 1971.

Evangelino Neves e o técnico Filpo Nuñez com VISUAL CHOCANTE.

João Saldanha assiste jogo no Couto Pereira antes da Copa de 1970.

“Chupas uma laranja?”, pergunta Cláudio Marques.

O legendário Dirceu Krüger PITANDO UNZINHO.

Krüger, moço de tudo, convalescendo no hospital em 1967.

Krüger outra vez enfermo, ao lado do presidente Evangelino, desta feita por causa da grave contusão de 1970.

O lateral Nilo comemora com a família a convocação para a seleção brasileira em 1968.

Garrincha, sim, ele mesmo, veste o manto coritibano.

Capitão Hidalgo no melhor estilo SEVENTIES.

Tião Abatiá nos tempos do FITNESS ROOTS.

Zé Roberto, o craque GANGSTA, põe o cigarro na boca para atender a piazada.

8 recomendacões para você