Blog Notícias sobre Empresas e Negócios | Paraná S/A

Com nova fábrica cinco vezes maior, Nutfree planeja faturar R$ 2,5 milhões em 2019

Cerca de 30 itens sem glúten, lactose, soja e caseína compõem o mix de produtos da Nutfree. Foto: Divulgação
Cerca de 30 itens sem glúten, lactose, soja e caseína compõem o mix de produtos da Nutfree. Foto: Divulgação

A empresa curitibana Nutfree Alimentos Saudáveis está prestes a abrir as portas da sua nova fábrica, em São José dos Pinhais. O espaço de 700 m² é quase cinco vezes maior do que a atual fábrica da empresa, no bairro Uberaba, em Curitiba, e tem capacidade para ampliar pelo menos quatro vezes a produção de itens para pessoas com algum tipo de restrição alimentar.

A nova unidade deve entrar em operação na metade de março. Na sequência, a empresa vai iniciar a construção de outra fábrica, desta vez em São José, na região metropolitana de Florianópolis, em Santa Catarina. O estado é estratégico para a empresa paranaense não apenas pela proximidade, mas por concentrar o maior número de pessoas com algum tipo de intolerância alimentar no país.

Paralelamente, a Nutfree também está entrando em São Paulo (interior e capital) e Rio de Janeiro por meio de distribuidores, e fechou um contrato de fornecimento com a rede Cia da Saúde para fornecer seus produtos para mais de 200 unidades da marca em todo o país.

O aumento da produção atende o crescimento da demanda pelos produtos, explica Débora Trinkaus, sócia-diretora da Nutfree, que produz itens sem glúten, lactose, soja e caseína, além de produtos sem açúcar e veganos.

Renato Lima e Débora Trinkaus: cozinha montada em casa em 2015 para produzir alimentos sem glúten e lactose deu origem a Nutfree, que deve faturar R$ 2,5 milhões em 2019. Foto: Divulgação/ Nutfree

O investimento na nova fábrica foi possível após a chegada de um novo sócio. Em novembro do ano passado, a empresa conquistou um aporte financeiro de R$ 600 mil no programa Shark Tank Brasil, reality show de empreendedorismo exibido pelo canal Sony.

Após ser sabatinado pelos “tubarões” dos negócios durante duas horas, o casal de empreendedores, Débora Trinkaus e Renato Lima, conseguiu fechar parceria com o empresário João Appolinário, dono da Polishop.

“Antes de o aporte chegar, a gente estava sufocado pela demanda. Estávamos trabalhando em três turnos para atender aos pedidos. O aporte veio na melhor hora possível porque não tínhamos mais estrutura financeira para crescer”.

Metade do valor aportado por Appolinário foi destinado à operação da Nutfree em Curitiba, incluindo investimentos na nova planta, melhorias na fábrica atual e desenvolvimento de um novo site para o e-commerce. O restante do valor será direcionado à operação de Santa Catarina, cujo objetivo inicial é atender a crescente demanda pelos produtos da Nutfree em Florianópolis e Balneário Camboriú. O local escolhido também tem saída fácil para o Rio Grande do Sul, onde a empresa está negociando uma parceria com uma rede de supermercados, ressalta Débora.

Preocupação constante com o mix: colomba vegana e sem açúcar é aposta para a Páscoa

Ponto de atenção constante por parte de Débora e Renato, o mix de produtos saudáveis da Nutfree tem cerca de 30 itens, como pães integrais, sete grãos, linhaça, pão de batata, bolos de chocolate, abacaxi, cenoura e fubá, torradas, colomba, panetone e chocotone – só no ano passado foram 25 mil panetones vendidos.

Para esta Páscoa, a empresa vai lançar uma colomba vegana e sem açúcar. A projeção é produzir 10 mil unidades.

Este mês ainda, um novo produto da Nutfree chega ao mercado: o pão low carb, sem glúten, sem lactose e com baixo teor de carboidratos. “Nossa ideia é lançar pelo menos quatro novos itens por ano”, diz Débora. Os produtos estão disponíveis em supermercados, empórios, padarias e lojas especializadas em produtos naturais, além do e-commerce da marca.

Zero glúten, lactose, caseína e soja

Todos os produtos da empresa não contêm glúten, lactose (açúcar do leite), caseína (proteína do leite) e soja. Alguns itens são veganos e não contém açúcar. No processo produtivo dos pães e bolos também não são adicionadas gorduras transgênica ou hidrogenada — utiliza-se gordura natural de palma.

Criada em 2015 na cozinha da casa do casal a partir de um investimento de R$ 1,5 mil, a Nutfree faturou R$ 1 milhão em 2018. Neste ano, o planejamento, bastante conservador até, segundo Débora, prevê R$ 2,5 milhões.

8 recomendacões para você

 
 

mais comentadas da semana