Colunistas

Os 8 melhores tintos australianos para você provar

Testamos às cegas 14 rótulos disponíveis no mercado, na faixa até R$ 150. Confira os melhores avaliados com o serviço completo

por Guilherme Rodrigues - guilhermer@gazetadopovo.com.br Publicado em 06/05/2016 às 22h
Compartilhe

O segredo dos vinhos australianos é combinar um frutado bem maduro e cremoso, com frescor e definição. Nada de acidez pesada nem de taninos duros e secos, ou falta de taninos. Em geral aveludados, fazem honra à fama de uma das enologias mais bem sucedidas e avançadas do Novo Mundo. O grande salto de qualidade deu-se a partir da década de 1980, fazendo com que, em pouco tempo, de uma indústria vinícola quase irrelevante, voltada a vinhos doces licorosos, o país saltasse para o quarto lugar em exportação mundial na virada do milênio. O mercado interno também é forte.

Os vinhedos concentram-se na parte sul, entre os paralelos 30 e 40, a maior parte mais perto do paralelo 40 e junto ao mar, no sul e sudeste do país. A casta largamente dominante é a Shiraz, a mesma Syrah francesa. A seguir vem Cabernet Sauvignon, Merlot, Pinot Noir e Grenache, cada qual com aproximadamente metade da área plantada da anterior. Os vinhos são elaborados em blends (cortes) ou em monocasta. O tempo do excesso de madeira dos vinhos australianos ficou para trás, e hoje em dia o uso do carvalho, conquanto faça parte da personalidade deles, é bem mais moderado e equilibrado do que no passado.

Testamos às cegas 14 rótulos disponíveis no mercado, na faixa até R$ 150. Com as oscilações do câmbio, ao confirmarmos o preço base, um deles ultrapassou o limite. Como foi bem classificado, estamos dando num box à parte. Selecionamos os oito campeões, divulgados a seguir. Os vinhos agradecem um rápido arejamento. A temperatura de serviço é por volta dos 16 graus C.

São perfeitos com o churrascos (também com queijos), por isso fizemos a prova no Madero Prime, que está por abrir uma filial na Austrália. O serviço perfeito foi conduzido pelo sommelier Addison Dupcsak. Além deste redator, participaram da prova os experientes provadores João Manoel Garcia e Luiz Carlos Zanoni. Após os trabalhos, os suculentos e perfumados assados do Madero confirmaram a ótima combinação com os tintos australianos.

Em destaque

Apesar de estar fora faixa de preço da degustação,  este vinho impressionou os avaliadores: Penfold’s Koonunga Hill Shiraz 2012

Penfold’s – South Australia – Austrália

Com nota 89, Penfold’s é o grande nome da Austrália, ícone e pioneiro nos vinhos de qualidade. O famoso Grange, antes denominado Grange Hermitage é o Vega Sicilia da Austrália. Um belo Shiraz, cheio, cremoso, com fruta madura, bem resolvido e com um encanto extra. Notas a café e chocolate, balsâmicas, boa acidez, taninos suaves.

Onde encontrar:  Interfood/Todo Vino / Loja virtual

Preço: R$ 178,90

Fotos de garrafas de vinhos para o Notas Báquicas de Maio da Revista Bom Gourmet.

Bremerton Matilda Plains Cabernet-Shiraz 2012

Bremerton – Langhorne Creek – South Australia – Austrália

Nota 89

A vinícola pertence a duas famosas australianas.  Aqui, de cor rubi retinta, como boa intensidade de fruta madura, a ameixas. Algo a sobre maduro, ameixas pretas, leva alcatrão, madeira presente, mas integrada, balsâmico suave, sápido, bem acabado.

Onde encontrar:  Importadora Adega Sul / Empório Família Scopel – (41) 3254-6016

Preço: R$ 74,90

Fotos de garrafas de vinhos para o Notas Báquicas de Maio da Revista Bom Gourmet.

Lone Kangaroo Merlot 2011

Lone Kangaroo – Southeastern Australia – Austrália

Nota 88

Prova de que a Merlot frutifica bem na Austrália, uma boa pedida para os aficionados da casta, em formato mais casual. De cor rubi escura, o vinho apresenta agradáveis nuances balsâmicas, levemente terrosas e um toque a café, sobre uma textura cremosa. Ameixas maduras com um toque a ameixas pretas fecham o bem resolvido conjunto.

Onde encontrar: Obra Prima Importadora / Loja virtual

Preço: R$ 75,63

Fotos de garrafas de vinhos para o Notas Báquicas de Maio da Revista Bom Gourmet.

Mitolo Jester Shiraz 2011

Mitolo – Mc Laren Valley – South Australia – Austrália

Nota 87

Com uma cor rubi escura, a Shiraz em formato bem acessível e agradável, com nuances adicionais. Frutado maduro a cerejas, cassis e ameixas, com a madeira bem arrumada enfeitando o vinho, sem se sobrepor. Notas tostadas e abaunilhadas, com uma pega o final,  que ajuda a firmar as sensações do vinho.

Onde encontrar: Importadora Porto a Porto / Adega Brasil – (41) 3044-1164.

Preço: R$ 150

Fotos de garrafas de vinhos para o Notas Báquicas de Maio da Revista Bom Gourmet.

Jacob’s Creek Pinot Noir Reserve 2012

Jacob’s Creek – Adelaide Hills – Austrália

Nota 87

Um Pinot Noir australiano mais acessível e de boa presença. De cor rubi, revela notas a framboesas bem maduras, porém com vivacidade. Um toque a café verde, chocolate e notas balsâmicas bem suaves fecham a suavidade do vinho.

Onde encontrar: Importadora Porto a Porto / Adega Brasil –  (41) 3044-1164

Preço: R$ 120,20

Fotos de garrafas de vinhos para o Notas Báquicas de Maio da Revista Bom Gourmet.

Lone Kangaroo Cabernet Sauvignon 2011

Lone Kangaroo – Southeastern Australia – Austrália

Nota 87

Um estilo de fruta mais sobremadura, ainda equilibrado e mais ostentatório. De cor rubi para escuro, notas de ameixas e ameixas pretas, algo alcatroado e um suave “amaro”. Sápido, taninos redondos, uma ponta alcoólica no nariz, mas que não atrapalha. Bom final, desce bem.

Onde encontrar: Obra Prima Importadora / Loja virtual: www.vinoemare.com.br

Preço: R$ 75,63

Fotos de garrafas de vinhos para o Notas Báquicas de Maio da Revista Bom Gourmet.

Jacob’s Creek Shiraz-Cabernet Sauvignon 2011

Jacob’s Creek – Southern Australia – Austrália

Nota 87

De cor rubi para escuro, revela-se desde logo aos sentidos com um delicioso fundo a frutos maduros. Textura cremosa e belas nuances a ervas finas bem entremeadas com cerejas e cassis. Boa persistência e final, algo de leve a café e baunilha.

Onde encontrar: Importadora Porto a Porto / Adega Brasil – (41) 3044-1164

Preço: R$ 76,46

Fotos de garrafas de vinhos para o Notas Báquicas de Maio da Revista Bom Gourmet.

Bremerton Selkirk Shiraz 2011

Bremerton – Langhorne Creek – South Australia – Austrália

Nota 87

O terroir que origina os Bremerton são bem localizados. A Shiraz vai bem, como prova este vinho de cor rubi escura. Notas de torrefação, como café e chocolate. Ares um pouco mais secos no final, com taninos dando foco e firmeza ao conjunto

Onde encontrar: Importadora Adega Sul / Empório Família Scopel – (41) 3254-6016

Preço: R$ 119

Fotos de garrafas de vinhos para o Notas Báquicas de Maio da Revista Bom Gourmet.

Bremerton Matilda Plains Cabernet-Shiraz 2012

Bremerton – Langhorne Creek – South Australia — Austrália

Nota 89

A vinícola pertence a duas famosas australianas.  Aqui, de cor rubi retinta, como boa intensidade de fruta madura, a ameixas. Algo a sobre maduro, ameixas pretas, leva alcatrão, madeira presente, mas integrada, balsâmico suave, sápido, bem acabado.

Onde encontrar:  Importadora Adega Sul / Empório Família Scopel – (41) 3254-6016
Preço: R$ 74,90

Compartilhe

8 recomendações para você