Baixa Gastronomia

Evento

Somos loucos por ti, América Latina!

Guilherme Caldas e Rafael Martins indicam uma festa latina e uma cozinheira chilena de mão cheia

por Rafael Martins e Guilherme Caldas Publicado em 14/09/2015 às 22h
Compartilhe
Ximena Leon de La Barra, chilena que mora em Curitiba e vende suas empanadas em feiras da cidade. Foto: Henry Milléo/Gazeta do Povo

Ximena Leon de La Barra, chilena que mora em Curitiba e vende suas empanadas em feiras da cidade. Foto: Henry Milléo/Gazeta do Povo

Já tem programa para domingo, 4 de outubro? Recomendamos cancelar. A menos, é claro, que você já tenha planejado ir à 13.ª edição da Festa Latino-Americana de Curitiba, no Bosque São Cristóvão.

A festa é um ponto de encontro da grande comunidade oriunda de outros países (como nós) latino-americanos que vive na cidade. Ainda que estejamos acostumados a experimentar, nas feiras gastronômicas e em um ou outro restaurante típico, as receitas e o inconfundível sotaque dos vizinhos de continente, a verdade é que é só em eventos como esse que nos damos conta de quão pouco notamos a presença deles na cidade.

Em São Paulo, a afluência de peruanos e bolivianos, entre outros, vem promovendo pequenas revoluções na cidade. Uma semi-abandonada praça no Canindé, a Kantuta, virou um ponto de encontro de grupos folclóricos da Bolívia. Saindo um pouco mais do Centro, rumo à Zona Leste, nos deparamos, no Belenzinho, com um punhado de ruas que nos fazem nos sentir em La Paz. Na Rua Aurora, coração da cracolândia paulistana, um restaurante peruano faz famílias de classe média formarem filas na calçada (Curitiba tem um grande restaurante peruano, aliás; falaremos dele na revista de outubro).

Na discreta Curitiba, a presença dos irmãos do continente é mais difícil de ser percebida no dia a dia. Assim, a feira é um raro momento de ver a turma toda reunida, cantando, tocando, dançando, mostrando sua cultura, tradições – e, claro, sua culinária típica.

Empanada com pebre, uma espécie de vinagrete chileno feito com cebola, limão, tomate, pimenta e coentro. Foto: Henry Milléo/Gazeta do Povo

Empanada com pebre, uma espécie de vinagrete chileno feito com cebola, limão, tomate, pimenta e coentro. Foto: Henry Milléo/Gazeta do Povo

Estamos ansiosos para provar as empanadas chilenas da Ximena (que você vê na foto), os pratos típicos peruanos do Fernando (que também toca cajón numa banda formada só por imigrantes) e mais um punhado de coisas que provavelmente restaurante algum da cidade lista no cardápio. Oportunidade dessas, só uma vez por ano.

Enfim, programaço! Nos vemos lá!

 

Serviço

13.ª Festa Latino-Americana de Curitiba. Domingo, 4 de outubro, das 9h às 18h no Bosque São Cristóvão – Rua Margarida ngela Zardo Miranda, Santa Felicidade. Recomendamos levar dinheiro, pois é possível que poucos (ou nenhuma) barraca aceite cartões.

Para quem ficou interessado nas empanadas da chilena Ximena: são vendidas na feira sazonal da Praça Santos Andrade, em frente ao prédio histórico da Universidade Federal do Paraná.

Compartilhe

8 recomendações para você