Bebidas

Destilado

Chinês paga R$ 33 mil por dose de Macallan de 1878, mas uísque é falso

Análises de laboratórios revelaram a verdade; o escritor milionário Zhang Wei foi reembolsado pelo dono do hotel na Suíça onde havia tomado a bebida

por Bom Gourmet Publicado em 06/11/2017 às 18h
Compartilhe

O que é considerada a dose mais cara já paga por uma bebida é na verdade de um uísque falso. O Macallan de 1878, pelo qual o escritor milionário chinês Zhang Wei, 36 anos, desembolsou a astronômica quantia de 10 mil francos suíços (cerca de R$ 33 mil) foi analisado por um laboratório escocês cujos testes mostraram que a bebida não passava de um uísque da década de 1970.

Zhang Wei tomou 200 ml do “precioso” destilado em julho, durante suas férias no luxuoso hotel Waldhaus Am See, em Saint Moritz, na Suíça. A abertura da garrafa havia gerado burburinho entre os apaixonados e a notícia havia sido repercutida pela imprensa internacional.

chinês uísque falso macallan

O chinês Zen desembolsou cerca de R$ 33 mil para provar o suposto Macallan de 1878. Foto: Reprodução Facebook.

Contudo, suspeitas sobre a origem do destilado haviam surgido na hora, quando vários especialistas haviam apontados discrepâncias na rolha e na etiqueta da garrafa. Isso motivou o dono do hotel suíço a enviar uma amostra para análise na Escócia.

De fato, teste do carbono efetuados por pesquisadores da Universidade de Oxford mostraram que a bebida foi produzida entre 1970 e 1972. Outras análises revelaram que o uísque não era single malt como se pensava, mas uma mistura de malte (60%) com outros grãos (40%). Se a bebida fosse genuína, a garrafa teria um valor de cerca de R$ 985 mil.

uisque macallan de 1878 falso

A garrafa de uísque Macallan de 1878 que revelou ser falsa. Foto: reprodução Facebook.

O gerente do hotel, Sandro Bernasconi, disse à BBC que não sabia que a garrafa fosse falsa: “Meu pai comprou a garrafa de Macallan 25 anos atrás, quando ele era gerente desse hotel”. Após o resultado das análises, Bernasconi voou até Beijing para reembolsar o seu cliente.

Sem conhecer a verdade sobre o uísque, Zhang Wei havia comentado na plataforma chinesa Weibo sobre a experiência de provar uma bebida tão antiga: “Para responder a todos, tinha um sabor bom. Não é só o sabor, mas também a história”.

LEIA TAMBÉM

A história do escravo negro que ensinou a Jack Daniel a fazer uísque

Receita de brigadeiro com recheio de uísque

A ciência explica: o gelo melhora o sabor do uísque

Compartilhe

8 recomendações para você