Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Redescubra a cozinha: conheça a nova plataforma de vídeos do Bom Gourmet que resgata o prazer de cozinhar em casa
| Foto:

Qual a sua melhor memória gastronômica? É muito provável suas lembranças estejam marcadas por aquele prato especial que sua avó preparava no final de semana e era saboreado com toda a família em volta da mesa. Ou, quem sabe, aquela comida saborosa do dia a dia, preparada com muito carinho, cuja estrela da mesa era a dupla feijão com arroz?

O que um dia já foi rotina, possivelmente ficou no passado para muita gente. A correria da vida moderna, pautada pelo trabalho, deslocamentos e falta de tempo, colocou a chamada comfort food nas reminiscências, com uma certa dose de nostalgia.

E, em meio ao cotidiano de refeições rápidas no trabalho, veio a pandemia da Covid-19, que nos obrigou a ficar em casa e preparar a nossa comida no dia a dia. Com a nova rotina, um grande desafio: transformar esse momento de uma refeição em algo acolhedor, que reflita o ato de amor que é cozinhar.

Que tal resgatar a cozinha como o coração da sua casa? O que acha de você (ou cada um de sua família) assumir o fogão e trazer de volta (ou, simplesmente, descobrir) a essência das receitas temperadas com amor, que além de nutrirem o corpo, alimentam a alma?

Fica o nosso convite: (re)Descubra a cozinha! (re)Descubra o amor!

Não importa se você é iniciante ou já está no nível masterchef. O Bom Gourmet quer ajudar você neste processo de (re)descobrimento do prazer de cozinhar, da mágica de misturar ingredientes na medida certa para chegar a um resultado cheio de sabor, gostoso como um abraço. Afinal, mais do que nunca, o momento é de valorizar as coisas mais simples da vida.

Foto: Becca Tapert/Unsplash
Foto: Becca Tapert/Unsplash

Criamos um site, um espaço colaborativo cheio de receitas em vídeos publicadas pelo Bom Gourmet e por nossos parceiros. Resgatamos as nossas memórias em vídeo, com receitas preparadas na cozinha do Bom Gourmet por chefs convidados. E para os mais iniciantes, trouxemos de volta alguns vídeos da série Dicas em 1 Minuto, um sucesso de audiência no ano de 2015. Neles, o chef Guilherme Guzela mostra de forma simples e rápida o bê-a-bá de alguns pratos básicos do dia a dia.

>>> Entre aqui e veja todos os vídeos do (re)Descubra a Cozinha!

E tem opções para todos! Os vídeos do (re)Descubra a Cozinha ensinam pratos e receitas que vão desde água saborizada, preparos para o café da manhã, até guloseimas, carnes e opções vegetarianas, sem glúten e sem lactose. Certamente vão ajudar você a reproduzir pratos bem conhecidos, mas também a descobrir novos sabores, novas possibilidades.

Estamos juntos!

A equipe do Bom Gourmet não está sozinha nesta empreitada em tempos de quarentena. Stella Artois, nossa patrocinadora de plataforma, Spedini, do Bom Gourmet Negócios, e parceiros do projeto (re)Descubra a cozinha, como a Ouro Fino e La Violetera, apoiam a gastronomia e realizam várias ações de suporte para empresas e consumidores durante a quarentena. Confira o que eles estão fazendo e vamos todos juntos Redescobrir essse novo momento:

Stella Artois

A Stella Artois, patrocinadora do Bom Gourmet, é uma das marcas da Ambev, que colocou suas máquinas para produzir álcool em gel durante a quarentena. Mas a Stella vai muito além para amenizar os efeitos da crise provocada pelo coronavírus. A marca criou uma campanha nacional, batizada de Apoie um restaurante. Trata-se de uma plataforma colaborativa, desenvolvida em parceria com a Chef’s Club para gerar caixa para que esses estabelecimentos, em especial os menores, se mantenham em funcionamento enquanto passam pela fase de baixa demanda.

A partir do acesso ao site, o consumidor compra um voucher de R$ 50 e poderá usufruir de R$ 100 para consumir presencialmente no futuro em um dos restaurantes, tendo assim 50% de desconto custeado por Stella Artois e outros parceiros da ação, que também vão contribuir para a divulgação da iniciativa.

O projeto, que agora tem as parcerias da Nestlé e da Nespresso, já alcançou mais de 3 mil negócios em mais de 300 cidades do país. Inspirada pelo movimento lançado no Brasil, Stella Artois levou a iniciativa para outros mercados onde a marca está presente, entre eles África do Sul, Argentina, Bélgica, Canadá, Chile, México, Paraguai, Peru e Reino Unido.

Ouro Fino

Neste momento, no qual a quarentena já é uma realidade, a empresa paranaense de águas Ouro Fino se orgulha da postura de seus funcionários, que seguem firme no propósito de garantir água e hidratação para os consumidores. Por se tratar de uma atividade de natureza essencial, a indústria continuou em funcionamento, mas grupos de risco e colaboradores que exercem funções compatíveis com home office foram direcionados para suas casas.

A Ouro Fino buscou se antecipar no processo de prevenção ao coronavírus reforçando, em uma primeira etapa, a conscientização dos colaboradores sobre medidas eficientes, em uma ação intensa de combate às fake news.

Para quem segue trabalhando na indústria, foi feita uma distribuição intensa de álcool em gel e reforço na necessidade da constante higienização das mãos. Agora, com a orientação de uso de máscaras pelo Ministério da Saúde, a empresa contratou o trabalho de costureiras da região da fábrica para produzir 20 mil peças, que estão sendo usadas por vendedores e promotores. A Ouro Fino também fez uma ação especial com caminhoneiros agregados, que apesar de não serem funcionários, são fundamentais na cadeia de distribuição.

Spedini

A Spedini, patrocinadora do Bom Gourmet Negócios, criou um menu especial para ajudar o Projeto X, um centro de meditação de Curitiba que está fechado por conta da quarentena. No ano passado, o projeto se aproximou dos colaboradores da Spedini por meio de palestras e workshops voltados para qualidade de vida. Em meio à pandemia, surgiu o desejo da Spedini de encontrar meios de ajudar profissionais autônomos e a primeira semente plantada foi por meio da parceria com o Projeto X.

Com o slogan "nutrindo corpo e alma", foram criados pratos que foram batizados com o nome ligados ao universo da meditação. No cardápio estão o Penne à SpeDEEKSHA (R$36,90, individual, ou R$68,80, tamanho família), o RisotOM Funghi com dois acompanhamentos (R$27,90) e o RisotOM (R$27,90). A cada prato vendido, R$ 10 são repassados ao Projeto X. As vendas são pelo Ifood, exclusivamente nas lojas Barigui, Estação e Mueller.

La Violetera

Se você (re)descobriu a cozinha durante a quarentena, possivelmente já passou pelas suas mãos algum produto da La Violetera, cujos carros-chefe são os azeites e azeitonas. E o papel que a marca quase centenária quer assumir, neste momento tão delicado pelo qual passamos, é levar, cada vez mais, os melhores sabores do mundo para a mesa dos consumidores brasileiros. Para reforçar esta missão, a La Violetera passa a ser uma das parceiras no projeto Redescubra a Cozinha.

O CEO da La Violetera, Luiz Carlos Siciliano, acredita na tendência cada vez mais forte do ato de cozinhar em família. "A cozinha passou a ser um local que a família se reúne para cozinhar junto, aflorando a criatividade e o gosto por cozinhar em casa. E estamos atentos para surpreender estes novos “chefs de cozinha” que estão se destacando".

"Antes da pandemia, já no final do ano passado, a La Violetera passava por um processo de transformação, que foi acelerado em função das mudanças provocadas pela disseminação do novo coronavírus. "Começamos o processo de remodelação das nossas plataformas digitais com investimento no e-commerce, aceleramos nossa eficiência dentro da fábrica e um maior controle dos custos internos", explica Siciliano. Estes ajustes permitiram que, mesmo que a maioria dos produtos da marca seja importado, o repasse integral ao consumidor não fosse feito.

Dentro da fábrica, que fica na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), os cuidados sempre foram intensos, já que o produto alimentício requer atenção especial no quesito higiene. Mas, com a chegada da Covid-19, os trabalhos de controle se intensificaram. Além de colocarem a maior parte dos colaboradores em home office, a empresa também aumentou o distanciamento entre os trabalhadores da fábrica, passou a fazer medições de temperatura três vezes ao dia e isolamento para aqueles que apresentarem o menor sintoma.

<< Leia mais sobre como a La Violetera entra na casa das pessoas com produtos especiais para ajudar os “novos chefs”

Moageira Irati

Um dos resgates mais marcantes realizados durante a quarentena foi o hábito de cozinhar em casa, seja por necessidade, seja por prazer. Nesta viagem ao passado, um dos destaques foi a vontade de muita gente de fazer pão. Não à toa, as pesquisas de receitas do produto foi uma das mais realizadas na quarentena, segundo o Google. Por meio destas buscas, entre tantas, o chamado pão de fermentação natural ganhou popularidade e tornou a sua cadeia produtiva muito mais conhecida.

O chamado trigo de origem, ingrediente fundamental no autêntico pão de fermentação natural, faz parte de uma cuidadosa cadeia que envolve desde o produtor de semente, passa pelo agricultor e chega ao panificador especializado em pães de fermentação natural. O cuidado da Moageira Irati no processo de segregação dos tipos de farinha permite que uma parte dela seja direcionada ao segmento dos pães artesanais.

"No passado, os panificadores deste segmento importavam farinha da França e da Itália para produzir o pão artesanal. Hoje, conseguimos entregar um trigo moído exatamente do jeito que os clientes precisam", garante André Machado, diretor comercial e de marketing da Moageira Irati, que tem no trigo de origem uma de suas linhas de ataução.

O sentido de compartilhamento, reforçado na cadeia produtiva do trigo de origem, vai de acordo com os valores de quem faz pão de fermentação natural, que não vê o outro como concorrente, mas apenas como uma pessoa que atua na mesma área. "Há um senso de comunidade. Basta ver quantos panificadores estão compartilhando suas receitas pelas redes sociais, para que todos possam tentar. É um processo de ressignificação do que é fazer pão", diz Machado.

>>> Confira todos os vídeos de receitas do (re)Descubra a Cozinha!

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]