Eventos

Acessórios

Facas no ponto ideal

Especialista ensina a afiar e a manter a qualidade do fio de corte (ou gume) das facas de cozinha

por Carlos Coelho Publicado em 08/10/2009 às 00h
Compartilhe

Cozinhar bem é uma arte que muitas vezes vai além dos temperos e da escolha dos ingredientes. Passa também pela escolha de bons equipamentos, entre eles, uma faca bem afiada. Porém, não existe produto milagroso. “Por mais que você tenha uma faca da melhor qualidade e procedência, uma hora ela vai perder o fio (superfície cortante, também chamada de gu­­me)”, afirma o experiente cuteleiro Peter Ham­mer, que além de construir facas, dá cursos de como mantê-las bem afiadas.

Como nem sempre comprar novas facas é o melhor caminho, aprender a afiá-las torna-se uma necessidade. “Algumas facas de cozinha valem até R$ 1,2 mil. Uma de sushi, de boa qualidade, começa custando R$ 800. Não dá para ficar comprando outra sempre que perde o fio”, diz Hammer. Para ele, faca afiada é sinônimo de segurança, conforto e qualidade na cozinha. “Cozinhar com uma lâmina cega é um risco, pois você precisa manusear demais para o corte, além de ser um grande incômodo. Uma faca afiada tem muito mais eficiência e dá mais satisfação em seu uso.”

Apesar de existirem diferentes formas de afiar, o cuteleiro gosta da mais tradicional, utilizando pedras cerâmicas vendidas em casas especializadas em cutelaria. O trabalho, bem manual, ele encara de forma terapêutica. E tudo sem gastar longas horas. Dá para afiar bem uma lâmina em apenas dez minutos, garante Hammer.

* * * * * *

Curso

O cuteleiro Peter Hammer ministra cursos de construção e afiação de facas para grupos fechados(cerca de 10 pessoas por turma). As aulas acontecem na churrascaria Saanga Grill, no Água Verde (Avenida Iguaçu, 2.423). Para agendar uma data para seu grupo de amigos, basta ligar para o número (41) 3342-3474 ou entrar em contato pelos e-mails mariateresa@saanga.com.br e ugo@saanga.com.br. Preço sob consulta.

Compartilhe

8 recomendações para você