Plantão

Páscoa triste

Famosa chef de TV morre nos atentados do Sri Lanka

Dona de um programa de TV e de uma renomada escola de culinária cingalesa, Shantha Mayadunne estava com a família em um hotel na capital do país comemorando a Páscoa

por Guilherme Grandi Publicado em 22/04/2019 às 11h
Compartilhe

Os ataques terroristas que mataram 290 pessoas no Sri Lanka, no domingo de Páscoa (21), também vitimaram uma famosa chef de cozinha do país. Shantha Mayadunne estava hospedada com a família no hotel Shangri-La, na capital Colombo, quando um homem-bomba explodiu a si mesmo perto da hora do almoço. A filha dela, Nisanga Mayadunne também morreu no atentado que atingiu quatro hotéis de luxo e três igrejas do Sri Lanka.

Momentos antes do atentado, Nisanga publicou uma foto nas redes sociais mostrando o que teria sido o café da manhã de Páscoa da família no hotel. Lá estavam Shantha, a filha e mais cinco parentes em um momento de descontração. Ao canal local Gulf News, dois deles confirmaram as mortes de mãe e filha.

Ataque Sri Lanka

A foto teria sido publicada momentos antes do ataque. Foto: reprodução Facebook.

Shantha Mayadunne trabalhou com culinária por mais de 30 anos e foi a primeira mulher do país a apresentar um programa diário ao vivo de um canal de TV cingalês. A atração no Independent Television Network tinha como objetivo ensinar receitas rápidas e fáceis às donas de casa.  “Uma obrigação para esposas, mães e filhas”, dizia a descrição na página que a chef mantinha em uma rede social.

Shantha também publicou dois livros de receitas do dia a dia, “Rasa Bojun 1 e 2”, publicados em 2001 e 2005 respectivamente, e dirigia a Escola de Arte Culinária Shantha Mayadunne, com aulas para iniciantes, decoração de bolos e oficinas de técnicas chinesas e indianas. O principal curso ensinava mais de 100 receitas locais e internacionais em oito dias.

>> Leia também: Aos 19 anos, Helton prova com pimenta, diverte jurados e irrita participantes do MasterChef

Além de dominar receitas da região, Shantha também aprendeu técnicas culinárias de outros países. A chef estudou na Austrália, Cingapura, Tailândia, Índia e Reino Unido, e obteve a formação avançada de confeitaria da Escola de Fabricação e Decoração de Bolos de Wilton, em Chicago (EUA).

Mistura de sabores

Chef Shantha

Um dos cursos criados por Shantha ensina mais de 100 receitas de pratos típicos e internacionais em apenas oito dias. Foto: reprodução Facebook.

Dona de prêmios por sua contribuição com a cultura cingalesa, Shantha Mayadunne detinha um amplo conhecimento sobre a culinária do país. Por sua posição geográfica em uma ilha no Oceano Índico, o Sri Lanka tem uma forte influência da Índia e das passagens de diversos colonizadores e mercadores da Ásia e da Europa. A culinária é rica em temperos e preparos com peixes.

Um dos pratos mais típicos do país, o Kottu Roti, é uma mistura de carnes como galinha, frango ou cabra com vegetais picados e pedaços de roti (uma espécie de pão achatado de baixa fermentação) temperados com gengibre, pimentas caiena e jalapeño, alho poró e curry.

>> Leia também: Chef turco faz preparo inusitado de avestruz recheado

Ou ainda o caril de frango, uma espécie de ensopado com pedaços selecionados da ave temperados com leite de coco, pimenta caiena, gengibre, curry, páprica e tomates. O visual lembra muito o tikka masala indiano.

“Estou devastada”

Atentado Sri Lanka

Nisanga e a mãe, Shantha, em um evento em Colombo. Foto: reprodução Facebook.

Uma amiga de Nisanga, Radha Fonseca, afirmou ao jornal Gulf News que ficou chocada ao saber dos ataques no Sri Lanka. Ela não morava mais no país, mas ainda tinha contato com a filha de Shantha Mayadunne.

“Nisanga era uma garota muito popular na faculdade. Além do fato de ser inteligente e inteligente, sua mãe Shantha Mayadume, uma renomada chef, a tornou mais popular. Ela (a mãe) era muito respeitada e uma inspiradora chef para os cingaleses“, disse.

Um gerente do hotel afirmou que um dos terroristas entrou no hotel com um nome falso, esperou na fila para tomar um café da manhã e depois se explodiu. Os atentados já somam mais de 500 feridos. Segundo as autoridades do Sri Lanka, os ataques foram comandados por um pequeno grupo terrorista islâmico.

Compartilhe

8 recomendações para você