Bar do Celso

novidade

Cervejas New England IPAs despontam como tendência no Brasil

De teor alcoólico mediano e amargor reduzido, as cervejas do estilo têm aparência turva, como uma Weizebier, e de textura cremosa. Confira alguns rótulos disponíveis nos mercados

por Luis Celso Jr. Publicado em 03/01/2017 às 20h
Compartilhe

Tendência nos Estados Unidos, as chamadas New England IPAs estão começando a aparecer aqui no Brasil. No entanto, não de forma importada, como muitos podiam esperar. Mas sim pelas mãos das cervejarias brasileiras. Desde os primeiros lançamentos, no meio desse ano, a correria atrás dessas cervejas não para de crescer e as novidades estouram como pipoca fresca. Somente no Mondial de La Bière, realizado em outubro no Rio de Janeiro, três novos rótulos estrearam. Essa parece que será a nova tendência por aqui também.

Não é para menos. É um estilo delicioso. Também conhecido muitas vezes como Vermont IPA, Northeast IPA ou Juice IPA – apesar de alguns especialistas apontarem algumas diferenças, vamos usar tudo como sinônimos aqui. É uma cerveja de aparência turva, como uma Weizebier e de textura cremosa na boca. Na contramão das cervejas extremas, de alto amargor e álcool, elas têm teor alcoólico mediano e amargor bastante reduzido em relação a outras Imperial IPAs ou até American IPAs. O foco fica no vigoroso aroma e sabor de lúpulo, que pode ser de origem norteamericana ou do novo mundo (autralianos e neozelandeses), o que lhe dá aromas cítricos ou de frutas tropicais, como mamão papaya ou melão, respectivamente. Ou ambos ao mesmo tempo!

A Heady Topper, da cervejaria The Alchemist, de Vermont, é a fundadora do estilo. Ela usou essa estratégia de focar no aroma e sabor, reduzir teor alcoólico e amargor – o que exige muita técnica e doses massivas de lúpulo de aroma adicionados ao longo do processo – e uma levedura específica: a Conan. Ela é que dá a aparência turva e a textura peculiar dessa cerveja. Foi trazida recentemente pelos cervejeiros cariocas da OverHop, está sendo propagada e em breve deve estar disponível para mais cervejarias. Até então, outras leveduras eram utilizadas, com efeito bastante semelhante.

Já no mercado, temos a carioca Hocus Pocus Overdrive, Blondine Juicy IPA e a série Single Hops da Dogma. Essa última são três cervejas feitas exclusivamente com um tipo só de lúpulo em todo o processo: Citra, Mosaic e Azzaca. Em breve, esperamos, teremos OverHop Hazy, a primeira feita com a levedura Conan, Shark Attack e Lion Attack, da carioca Mistura Clássica e a colaborativa Detox, das também cariocas 2cabeças e Three Monkeys. Outras ainda, inspiradas no estilo New England IPA, como a Trocadalho do Carilho, da paulistana Urbana, também devem estar chegando em breve. Elas podem ser mais difíceis de encontrar, custar até mais caro, mas ao degustar essas belezinhas você vai ver que o esforço compensa!

Hocus Pocus Overdrive

Fotos: Divulgação

Fotos: Divulgação

Estilo: Imperial IPA
Embalagem: 410 ml
Teor Alcoólico: 8,2 %
Origem: Rio de Janeiro ­
Preço: R$ 37,90 e R$43,90

***

Dogma Citra Lover, Mosaic Lover e Azzaca Lover

novembro-cervejas

Estilo: Imperial IPA
Embalagem: 473 ml
Teor Alcoólico: 8,5 %
Origem: São Paulo
Preço: R$ 32,90 e R$ 39

***

Blondine Juicy IPA

novembro-4-juicy_300-670

Estilo: American IPA
Embalagem: 410 ml
Teor Alcoólico: 6,5 %
Origem: Itupeva
Preço: R$ 20 e R$ 22,90

Compartilhe

8 recomendações para você