Eventos

Centro Cívico

No Festival da Baixa Gastronomia reinam coxinha de catupiry e churros

Festival da Baixa Gastronomia vai até este domingo (26) e serve clássicos populares curitibanos na Praça Nossa Senhora de Salete, em Curitiba

por Sandro Moser Publicado em 25/11/2017 às 16h
Compartilhe

Perto das 11 da manhã deste sábado (25), a previsão de Elisangela Silveira era que ela e sua equipe fossem fritar mais de 11 mil coxinhas neste final de semana. As duas primeiras ele vendeu para o casal Jandira e Jorge de Andrade que logo passou a ingurgitar as poderosas ogivas de frango desfiado, catupiry e massa frita de batata e farinha de trigo.

Era a primeira venda do 1.º Festival da Baixa Gastronomia que é realizado neste fim de semana, 25 e 26, no na Praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, em frente ao Palácio Iguaçu.

O mesmo vento que bruxuleava as bandeiras do Brasil e do Paraná nos mastro do Palácio Iguaçu espalhava o cheiro da fritura pelos gramados e juvevês da Praça Nossa Senhora de Salete.

coxinha de catupiry no festival da baixa gastronomia em curitiba

Coxinha de catupiry. Foto: Sandro Moser/gazeta do Povo.

A coxinha é o equivalente curitibano ao acarajé, é talvez o alimento com mais entusiastas em toda a miríade de comidas que as avós de antanho chamavam de “porcarias”.

E se o assunto é coxinha, abram alas para o Silveirinha Salgados. A fábrica da iguaria que fica no Boqueirão e abastece as principais festas de rua e faculdades da cidade, além de fornecer para as lanchonetes dos três estádios do trio de ferro. A coxinha vai aonde o povo está.

Para manter as coxinhas sempre frescas, o casal Elisangela e Silveirinha tem um furgão refrigerado onde guardam o estoque. Se faltar coxinha, Silveirinha corre até a fábrica buscar mais.

Se há alguém que possa fazer frente à coxinha, lutando ao posto maior da culinária ogra em Curitiba é o sanduíche de pernil. Pernil de porco assado e desfiado, queijo derretido e muito cheiro verde. O do Guinas é muito bem feito. As duas barracas estão muito próximas na formação em “L” do festival da Baixa Gastronomia.

Sanduíche de pernil festival baixa gastronomia em curitiba

Sanduíche de pernil. Foto: Sandro Moser/Gazeta do Povo.

Há também outros clássicos como x-salada, x-bacon, pastel de feira e pão com bolinho. Ao todo são 12 barraquinhas de comida e três de bebida: uma de cerveja comercial, uma da cervejaria Hop n’ Roll com vários tipos de chope e uma do bom e velho caldo de cana, com a garapa esbagaçada na hora para a alegria das abelhas.

A praça Nossa Senhora da Salete e aquela região do Centro Cívico são um dos pontos preferidos de corredores a caminho dos parques daquele região. Os frequentadores da baixa gastronomia, porém, têm outro perfil.

Todos sabem o que hoje é chamada de baixa gastronomia aquela comida alegre, opulenta, sem frescura, e até infantil, por que não? Afinal, o menino está enterrado no homem. Aquela comida que lambuza a mão e os beiços e escapou da famigerada onda gourmet e por isso não pode custar caro.

festival da baixa gastronomia em curitiba

Festival é realizado na Praça Nossa Senhora de Salete, em Curitiba. Foto: Sandro Moser/Gazeta do Povo.

Em Curitiba, a baixa gastronomia tem seu temperamento particular que inclui o excesso como caminho único da sabedoria. A prova viva é o copo de churros do Churros Fan Club. Por apenas R$ 10, você enche um copinho de papelão, destes de café, com seis mini churros e infinitas coberturas  como paçoca, chocolate granulado, confete, doce de leite, leite condensado, pedaços de morango, ovomaltne…

Uma gororoba deliciosa e imoralmente calórica que invariavelmente forma uma fila em seu encalço. “Não conheço quem não goste de churros”, se diverte o simpático proprietário Marcos Rocha, há seis anos no ramo do churros com tudo em cima.

festival da baixa gastronomia curitiba

Darwin e Márcia com a filha Valentina. Foto: Sandro Moser/Gazeta do Povo.

O casal Darwin Furlan e Márcia Padilha aproveitaram a tarde de sol para levar afilha Valentina para o espaço, onde ela costumeiramente passeia de bicicleta nos fins de semana. “Viemos curtir o sol que estava difícil de aparecer. Ela adora um sorvetinho e a gente adora ver ela feliz”, disse Márcia.

Talvez em razão do tema difícil, o festival não atraiu tanto público como outros festival recentes. Baixa Gastronomia não é mesmo para qualquer estômago. Mas talvez seja a que melhor demonstrou o caráter deste povo estranho e montanhês. O Festival funciona também neste domingo (26), das 11 às 18 horas.

LEIA TAMBÉM

Descubra o melhor pão com bolinho eleito pelo Prêmio Bom Gourmet 2017

A melhor coxinha de Curitiba eleita pelo Prêmio Bom Gourmet

Veja o melhor cachorro-quente de Curitiba eleito pelo Prêmio Bom Gourmet

Cardápio do Festival da Baixa Gastronomia

RIO GRANDE: Costela Burguer e Fraldinha Burguer com chips (R$ 20)
ALTMAN: Pão com bife (R$15) e x-salada (R$ 15)
KOMBI ‘N COFFEE: Café no cone (R$ 10) e Iced Coffee (R$ 15)
HOP ‘N ROLL CHOPP: Chope artesanal a partir de (R$ 10)
KURTO KALACS: Kurtos com sorvete (R$ 15)
GLACES RUIZ: Coxinha e pastel com recheio de sorvete (R$ 15)
CHURROS FAN CLUB: Churros Premium (R$ 10)
GUINA’S PERNIL & CIA: Pão com Pernil (R$ 15) e Pão com Bolinho (R$ 15)
SILVEIRINHA SALGADOS: Coxinha de Frango com Catupiry e Kibe tradicional e com Recheio de Ovo (R$ 5)
SRA.  COXINHA: Enroladinho de Vina com queijo e croquete de pizza (R$ 5)
PIZZA: Marguerita e calabresa (R$ 10)
SR. PASTEL: Especial (R$ 10), carne ou queijo (R$ 5)
CALDO DE CANA: Natural, abacaxi e limão  400ml (R$ 5)

Serviço

Praça Nossa Senhora de Salete -em frente ao Palácio Iguaçu – Centro Cívico. Sábado e domingo, 25 e 26 de novembro, das 11 às 18 horas

Compartilhe

8 recomendações para você