Bar do Celso

Coluna

Isso é cidra!

Coluna desvenda os segredos destas bebidas, irmãs das cevejas

por Luís Celso Jr. Publicado em 15/01/2015 às 02h
Compartilhe

Não, meu caro leitor. Você não errou a página. Aproveitando o verão, abro espaço aqui na coluna para a injustiçada cidra, ou cider em inglês. Trata-se de uma bebida fermentada feita à base de maçãs e muito antiga. Ela pode ou não parecer um espumante, tem teor alcoólico de 3% a 13% e sabor frutado e refinado, que pode variar de muito doce a muito seco. Ou seja, algo bem mais rico e diferente do que os brasileiros têm como referência. Para fazer esse tipo de distinção, no exterior já se fala em premium cider. Irmã da cerveja, muitas vezes produzida pelas mesmas fábricas, a cidra é tradicional em países da Europa e está entre as bebidas que mais cresce no mundo.

O Reino Unido é o maior produtor e consumidor, no entanto é em países novos, como Austrália, Canadá e Estados Unidos, que o aumento salta aos olhos. Nesse último, o volume cresceu 78% em 2013 – muito disso “a reboque” das cervejas artesanais. E as semelhanças com a cerveja não param por aí. A bebida é refrescante, especialmente as secas, e é comum que seja servida em torneiras, como nosso chope. No entanto, diferente dos fermentados, é degustada em copos grandes cheios de gelo. Para ajudar na tarefa de escolher bons rótulos, chamei Fernanda Lazzari, que ajuda a produzir as cervejas da Morada Cia. Etílica.

Ela é uma das mais graduadas juízas de cervejas e hidromel no Brasil pelo BJCP, programa internacional de formação de juízes que considera a cidra entre as bebidas de seu guia. O destaque para os paladares mais apurados fica com a Dry Oaked Sparkling Cider, da cervejaria neozelandesa 8 Wired – com maturação com madeira e redução de acidez por refermentação. Da americana Woodchuck, ela recomenda Granny Smith, feita com maçãs verdes, e 802, mais escura e seca. Acrescento na seleção a Aspall Suffolk Cyder Premier Cru e a Magners Pear, essa última feita com peras.

Entre as nacionais, Fernanda faz uma menção a dois rótulos da Sanjo (Cooperativa Agrícola de São Joaquim – SC): Bardocco, com 11%, e Bardoo Enjoy the Apple, com 4,5%.

Imagens: divulgação

Imagens: divulgação

Woodchuck 802

Tamanho: 355 ml

Teor alcoólico: 5% ABV

Origem: Vermont (EUA)

Preço: R$ 13,90

 

8 Wired Dry Oaked Sparkling Cider

Tamanho: 750 ml

Teor alcoólico: 8% ABV

Origem: Nova Zelândia

Preço: R$ 79,90

 

Aspall Suffolk Cyder Premier Cru

Tamanho: 330 ml

Teor alcoólico: 7% ABV

Origem: Reino Unido

Preço: R$ 19

 

Woodchuck Granny Smith

Tamanho: 355 ml

Teor alcoólico: 5% ABV

Origem: Vermont (EUA)

Preço: R$ 13,90

 

Magners Pear

Tamanho: 330 ml

Teor alcoólico: 4,5% ABV

Origem: Irlanda

Preço: R$ 16

 

* Os preços servem apenas como referência. São valores aproximados, com base nas indicações dos fabricantes, distribuidores e importadores.

Compartilhe

8 recomendações para você