Pessoas

Valorização

Premiado barista de Curitiba vai ajudar produtor de café no Caldeirão do Huck

Leo Moço vai falar sobre a profissão no programa de Luciano Huck

por Bom Gourmet Publicado em 15/03/2018 às 08h
Compartilhe

O carioca Leo Moço, premiado barista e proprietário do Barista Coffe Bar, em Curitiba, vai fazer uma participação especial no Caldeirão do Huck da Rede Globo. O programa foi gravado em Campos Gerais, Minas Gerais. Trata-se de uma ponta no quadro “Lar Doce Lar”, que faz a reforma de casas.

Dessa vez, mais do que o projeto arquitetônico, o Caldeirão também quis promover pequenos produtores de café da região. “A família do Afonso, que vai ter a casa reformada, é produtora. Levei para eles uma experiência sobre o café especial, sobre a profissão do barista, o que está sendo feito no mundo e no Brasil. A ideia é inspirar”, contou Moço ao Bom Gourmet.

O programa vai ao ar no sábado, dia 31 de março.

LEIA TAMBÉM: Leo Moço conquista o campeonato brasileiro de baristas pela terceira vez

O barista postou uma foto no seu Instagram ao lado do produtor. Foto: Reprodução/Instagram.

No Paraná, ele toca o projeto “Red Foot” (pé vermelho, em tradução livre), que busca valorizar os cafés especiais da região Centro e Norte do estado. “Levei um pouco da experiência que temos aqui para lá e foi muito bacana. Conheci todo o processo deles, também vou acompanhar a colheita. Quero também comprar o café do Afonso, vender aqui”, disse.

Café especial

Moço levou para Campos Gerais o café mais caro que serve no Barista Coffe Bar. O quilo custa R$ 600. “Tomei um café desses com o Afonso. Ele, muito simples, ficou admirado quando contei quanto o café custava. A parte mais legal é que mostrei que ele também pode produzir um café como aquele”, explicou o barista.

LEIA MAIS:“Acabou a era dos baristas hipsters”, diz Leo Moço

 

LEIA TAMBÉM

Onde tomar café colonial em Curitiba

Gosta de café gelado? Veja onde tomar

 

Compartilhe

8 recomendações para você