Produtos & Ingredientes

Tem molho de tomate chinês na pizza italiana

Relatório da Confederação Italiana dos Cultivadores Direto constatou que quase duas de três pizzas servidas no país da bota usam insumos estrangeiros, entre eles da China e Tunísia

por Bruna Covacci Publicado em 30/05/2016 às 12h
Compartilhe
Saborosa e tradicional Pizza Italiana, servida com Mozarela e Mozarela de Búfala, Manjericão e Tomates.

Parte da pizza italiana feita no país da bota usa ingredientes estrangeiros. Foto:Guilherme Alves

Se as pizzas italianas continuam sendo consideradas as melhores do mundo não é pelo cultivo próprio de matéria-prima. De acordo com um relatório da Confederação Italiana dos Cultivadores Direto (Coldiretti – sigla, em italiano), apresentado na semana passada, em Nápoles, há 20 anos, quase duas de três pizzas servidas por lá são produzidas com uma mistura de ingredientes estrangeiros. Os dados foram apresentados em um evento para a defesa da dieta mediterrânea.

LEIA TAMBÉM:

>>> Festival da Pizza Bom Gourmet tem preço único de R$ 39,90 

>>> Esquente: guia das casas de chá em Curitiba

>>> Conheça alguns lugares para tomar sopa

Além de o prato ser um símbolo da culinária italiana, ele é responsável por um grande volume de negócios, chegando a 10 bilhões de euros diariamente. Segundo relatório da Coldiretti, ano passado houve um aumento de 379% nas importações de molho de tomate concentrado da China, atingindo 67 mil toneladas, o equivalente a 10% da produção italiana de tomates frescos.

Aumentou também a importação de azeite de oliva da Tunísia em 279%, representando 90 mil toneladas e 19% de produtos lácteos destinados à produção industrial. Os primeiros dados de 2016 seguem o mesmo padrão e apontam um aumento na importação de trigo. Também, segundo relatório, metade dos pratos vendidos na Itália usam trigo importado em seu preparo.

Compartilhe

8 recomendações para você