Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Aplicativos delivery
Os aplicativos de delivery se tornaram o principal meio de consumo dos clientes durante a pandemia do novo coronavírus.| Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

A pandemia da Covid-19 atrapalhou todo tipo de negócio que pensava em uma grande expansão em 2020. E um setor que sofreu bastante foi o da alimentação fora do lar, uma vez que bares e restaurantes permaneceram fechados durante a quarentena. Diante deste cenário, a principal solução encontrada pelos donos de bares e restaurantes foi o delivery, essencialmente por meio de aplicativos. Até aqui, nenhuma novidade.

Uma pesquisa realizada pelo Sebrae em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), mostra como cresceu a proporção de negócios do setor que passou a adotar o sistema de delivery. Antes da pandemia, 54% dos empresários usavam esse recurso. Agora, esse percentual subiu para 66%. A mudança mais significativa se deu nas padarias: 36% antes da crise frente a 61% em agosto.  Especificamente sobre aplicativos: antes da crise, apenas 25% dos negócios estavam presentes nesses sistemas. Hoje, esse número é de 72%.

O xis da questão é que não basta estar presente nesses Apps: é preciso se diferenciar e chamar a atenção do consumidor nessas plataformas, porque a concorrência é grande. Nesse sentido, o primeiro passo é o básico e começa fora da internet. É necessário que a equipe esteja preparada para realizar com agilidade os processos de recebimento do pedido, produção, preparação, despacho rápido e controle de qualidade.

Com toda logística de pessoal devidamente alinhada, é hora de pensar no posicionamento dentro dos aplicativos. Trabalhar a imagem dos produtos é determinante para chamar a atenção do cliente. As fotos devem ser acompanhadas de descrições do cardápio, pratos e ingredientes. Esse conjunto entre foto e texto precisa ser convidativo e objetivo, sem informações em excesso.

Recebido o pedido, é de fundamental importância fornecer e respeitar o prazo de entrega e, em caso de contratempos, avise seu cliente.  Outro ponto relevante são as embalagens, sua comunicação primordial com o cliente. Uma embalagem personalizada ajuda a fugir do comum e pode fidelizar de vez a pessoa que fez o pedido. Vale ainda escrever um bilhetinho ou mandar um presente, como um bombom, por exemplo.

Acerca da relação com o cliente: realizar promoções sempre é uma ótima forma de ganhar destaque. Elas funcionam no ambiente físico e funcionam no online. Além disso, sempre responda os comentários e sugestões postados na página de forma cordial e respeitosa, seja ele positivo ou negativo. Muitos clientes, antes de realizar uma compra, buscam analisar a nota e os comentários deixados por outros consumidores do local. Lembre-se: quanto melhor a avaliação dos clientes, maiores as vendas.

Essas dicas parecem simples, mas quando se trata de um ambiente relativamente novo, como os aplicativos, erros básicos podem se tornar um grande problema para o negócio. Por isso, é muito importante que donos de bares e restaurantes estejam atentos às mudanças digitais que impactaram seus negócios. Todos sabemos que essa crise vai passar, mas o fato é que a transformação digital veio para ficar. As transformações são inevitáveis, e no ramo da alimentação fora do lar não seria diferente.

*Fernando Volkmann é empreendedor e especialista em consultoria de gestão empresarial e transformação digital para restaurantes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]