Bebidas

Desafio

A missão de degustar 365 cafés em um ano

Empresário de Curitiba prometeu para si que tiraria pelo menos uma hora por dia para tomar um café e relaxar

por Flávia Schiochet Publicado em 13/06/2014 às 18h
Compartilhe
Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

De 2013 para 2014, Edenilso Gavlak queria uma resolução de ano novo que sobrevivesse à empolgação da virada. Em vez de prometer a si mesmo que faria academia ou aprenderia a tocar violão, optou pelo simples: tomar pelo menos uma xícara de café todos os dias e que este tempo – em geral uma hora por dia – seria dedicado a relaxar e pensar na vida. Com o compromisso, nasceu o Missão 365 Cafés. Na tarde em que o Bom Gourmet conversou com Edenilso, era o 115.º dia do ano, mas aquele não era o 115.º café do período. “Tem dias que chego a tomar três cafés diferentes durante esta pausa. Contando os espressos que tomo no trabalho ou em casa, às vezes chega a dez”, calcula. “Só não tomo depois das 18 horas.”.

Como é sócio de agências de marketing gastronômico e de turismo automobilístico, o café é o combustível obrigatório. Edenilso, que sempre gostou de cafés especiais, não tinha ideia de que o projeto cresceria tanto: a partir de sábado, 14, cerca de 10 cafeterias e baristas participam do movimento #drinkgoodcoffee, oferecendo um menu especial, uma degustação ou harmonização com seu melhor café. “Queremos divulgar a cena local de cafés especiais. Esta primeira ação vai até o dia 28 de junho, mas queremos ter outros eventos até o fim do ano”, diz.

Apesar de não ter sido seu mote inicial, neste um terço de vida o Missão 365 Cafés tem ajudado Edenilso a conhecer novos lugares para tomar um cafezinho. “Tem gente de outros estados me convidando para tomar um café por lá. Depois que comecei este projeto, conheci vários lugares em Curitiba”, diz.

Com o Missão 365 Cafés, seu conhecimento sobre a bebida aumentou. Entrou em um clube de cafés especiais, fez cursos para conhecer mais sobre a produção cafeicultora e sempre que vai a uma casa do ramo, conversa com os baristas, prova cafés de vários grãos e de diferentes formas de extração. Mas seu preferido ainda é o bom e velho espresso, puro. “Um espresso bem extraído é extremo. Eu tenho várias máquinas e não consigo tirar um tão bom como um barista consegue”, revela. O que garante as próximas 200 visitas de Edenilso a algum café.

Acompanhe Edenilso nas redes sociais:
www.facebook.com/missao365cafes
instagram: @eg8mkt e #missao365cafes

Tags: café pessoas
Compartilhe

8 recomendações para você