Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Black Friday
Consultora explica como criar estratégias certeiras para vender mais na Black Friday.| Foto: Bigstock

No Brasil, se estamos escandalizados com os preços altos dos itens da cesta básica, o que dizer dos mais caros que fazem parte da wish list de muitos brasileiros? Por essa razão, a Black Friday dos supermercados, hortifrutis e super apps está mais do que nunca, super esperada.

Os sites especializados em vinhos, por exemplo, já estão mostrando negociações muito interessantes ao consumidor final, com promoções diferentes todos os dias (durante o mês da Black Friday). E para quem não abre mão de um bom acompanhamento, os produtos gourmet que tendem a ter um ticket mais alto, com certeza, farão parte dos itens com preços de oportunidade.

Por isso, vale a pena olhar as promoções dos kits, que podem ter azeites acompanhados de vinhos, pastinhas e enlatados importados.

Tudo isso porque essas negociações ocorrem geralmente bem antes do tão esperado dia da Black Friday. As empresas já incluem a data em seu planejamento comercial, de marketing e vendas (sejam elas online e presenciais).

Omnichannel

Um método de marketing eficaz é a abordagem de vendas omnicanal, ou seja, ter uma comunicação que atua de forma linear em todos os canais. A experiência do cliente com a sua empresa, quer ele esteja usando um computador, celular, tablet ou mesmo comprando na loja física, deve ser perfeita.

Ou seja, é preciso fornecer ao cliente uma experiência integrada, principalmente quando falamos de produtos e serviços com alto valor agregado.

Devemos ter muitas promoções no setor: laticínios, carnes, não perecíveis e principalmente aquilo que nosso consumo mais que dobrou na pandemia: bebidas alcoólicas. E essa é a hora que todos devem aproveitar: o lojista, para vender mais e aumentar o seu relacionamento com potenciais clientes, e os consumidores, para adquirirem produtos com preços diferenciados.

Atenção ao digital

Para que o empresário tenha boas vendas, minha principal dica é: se atente ao digital. As vendas online tem ganhado muita força em decorrência da pandemia e, com essa nova demanda digital, é preciso estar conectado e atento a todas essas tendências, sempre mantendo seu consumidor informado em sua plataforma.

Aproveite para buscar dados, criar uma régua de relacionamento e ganhar seguidores além das redes sociais. Além de oferecer bons produtos e de qualidade, tenha presença online.

Use e abuse de seus recursos digitais, stories, post e vídeos, que estão sendo muito consumidos pelos clientes, principalmente no setor A&B. Para fidelizar seu sucesso no setor de alimentos e bebidas, seja constante em sua estratégia digital.

E para que o consumidor realize uma compra segura e confie em sua loja, é importante que você busque um software de e-commerce que possua uma boa política de privacidade, esteja em conformidade com as leis de proteção de dados e seja fácil de manter e atualizar. Lembre-se: o consumidor precisa se sentir seguro ao fazer transações online.

Consumidor

Já para o consumidor, minha orientação é: aproveite os lugares que oferecem o melhor custo-benefício. Fique de olho nas ofertas relâmpago. As promoções nessa data já costumam durar pouco tempo ou serem limitadas a uma certa quantidade de produtos.

Mas, a tendência é tornar as ofertas nesse dia ainda mais disputadas pelos seus clientes. Assim, a cada hora de funcionamento da loja alguns itens vão entrar em oferta apenas durante aquele período, então se prepare, e não perca a Black Friday mais movimentada e digital da história.

*Fatima Bana é mestre em comportamento de consumo digital, com formação em marketing pela University of Califórnia (UCLA / USA), especialista em ESG pelo HSM e Harvard, e CEO da Rent a CMO, empresa de consultoria de marketing, focada em branding e growth.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]