Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Restaurante redes sociais
A chamada estratégia “phygital” faz o restaurante chegar às mãos dos clientes através das redes sociais.| Foto: Bigstock

A volta às ruas, neste quase pós-pandemia, não tem sido exatamente como os restaurantes brasileiros esperavam. Afinal, a crise econômica provocada pela alta da inflação, dos alimentos e dos combustíveis fez com que as pessoas passassem a segurar mais os gastos.

Ou seja, a retomada dos negócios precisa ter novas estratégias de atração dos clientes. É hora de usar tudo o que for possível para chamar a atenção delas.

E essa comunicação cada vez mais assertiva para fisgar o cliente precisa começar onde ele está. Ou seja, em qualquer lugar. E como fazer isso? Pelas redes sociais.

Afinal, essas ferramentas são hoje utilizadas por mais de 150 milhões de pessoas só aqui no nosso país. E se tornaram o meio de divulgação mais rápido, ágil e barato, já que o empreendedor pode como escolher para que tipo de público quer direcionar as suas estratégias.

Como fazer isso?

E isso se faz pelo chamado “phygital”, que é a união das estratégias de venda entre o meio físico e o digital. Você já leu muito sobre ele aqui no Bom Gourmet Negócios, principalmente durante os meses mais restritivos da pandemia da Covid-19.

No entanto, esse uso mais massivo das redes não diminuiu como se poderia esperar com a volta da vida à normalidade. Muito pelo contrário.

Stella Kochen Sussking, CEO da consultoria SKS Perception Customer Experience, conta que os meios digitais serão cada vez mais importantes na sua estratégia de marketing.

“Vai incrementar e vai crescer, porque a volta dos clientes aos restaurantes não está sendo na frequência que gostaríamos. Isso porque muitas pessoas adquiriram o hábito de comer em casa, da facilidade de pedir pelo delivery”, explica.

Ao podcast Mercado Gastronômico, da Gazeta do Povo e da Pinó, Stella analisa como essa estratégia “phygital” se desenvolveu ao longo da pandemia da Covid-19 e como os empresários devem implantá-la em suas operações. Alerta de spoiler: não precisa fazer grandes investimentos.

Aproveite e assine também a newsletter do Bom Gourmet Negócios, enviada semanalmente ao seu email com as principais notícias do mercado de alimentação.

E participe do Bom Gourmet Negócios, mande a sua opinião pelo email ou nas redes sociais Instagram e Facebook.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]