Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Praça de alimentação
Franquias de alimentação são as mais presentes neste modelo de negócios.| Foto: Bigstock

Uma centena de marcas estará reunida virtualmente na edição virtual do Salão de Franquias 2021, que será realizado nos dias 10 e 11 de setembro. As cerca de 100 redes de diversos segmentos de atuação vão expor seus produtos para quem deseja empreender neste modelo de negócios.

De acordo com projeções da Associação Brasileira de Franchising (ABF), as franquias brasileiras devem encerrar o ano com crescimento de mais de 8% no faturamento e 5% em número de unidades.

A expectativa é que, em dois dias, o Salão de Franquias conecte as marcas com mais de 1,5 mil possíveis franqueados. Para Lucas Hahn, coordenador estadual de comércio, mercado e franquias do Sebrae/PR, o Brasil é um dos países que mais possuem este modelo de negócios no mundo por conta da segurança da sensação de segurança proporcionada.

“É uma possibilidade de empreender com um grau de segurança maior. O evento vai conectar franqueadores a potenciais franqueados e auxiliar na expansão dos negócios para que toda a cadeia ganhe, gerando um círculo virtuoso de desenvolvimento local e estadual”, explica.

Não à toa, as redes de franquias são as que menos perderam faturamento e unidades durante os últimos quase 17 meses de pandemia. Estudo recente do Instituto Brasileiro de Foodservice (IBF) apontou que houve uma retração de 35% nas receitas e de apenas 5% no número de pontos comerciais abertos – nos restaurantes a falência chegou a 30% dos independentes.

Já a ABF indica que o faturamento sofreu uma retração de 10,5% em 2020 na comparação com o ano anterior, com uma queda de 8,6% no número de franqueadoras.

Modelo testado e aprovado

As franquias são modelos formatados de negócios gerenciados por empreendedores que já passaram por desafios de crescimento, possuem conhecimento do mercado, processos, produtos e tecnologias. As empresas oferecem treinamentos e manuais para que os franqueados sigam e sejam bem-sucedidos nos negócios.

Por isso, são consideradas um modelo mais atrativo para quem quer começar a empreender mas não tem muito conhecimento do mercado. Elas praticamente eliminam diversas fases do desenvolvimento de um novo negócio, como a criação do produto, a aderência dele com a clientela, fornecedores, etc.

O segmento de alimentação é um dos principais entre os operadores, somando cinco das dez maiores redes – o restante é pulverizado entre cosméticos, produtos automotivos, turismo e ótica.

Por outro lado, André Belz, diretor da regional sul da ABF e franqueador de uma escola de inglês, explica que os segmentos de casa e construção, serviços, e saúde, beleza e bem-estar tiveram um avanço considerável na pandemia.

“Operadores de negócios, independente do setor, principalmente o pequeno e o médio, tiveram muitas dificuldades no período. Já as franquias apoiaram os franqueados nas áreas jurídica e financeira, e trouxeram soluções muito rápidas”, analisa.

A abertura de novas franquias também se mostra mais otimista neste momento de retomada da economia, com o avanço da vacinação e aumento da confiança dos empresários. Como o mercado em geral perdeu muitos operadores, melhores de condições de negociação surgiram para os pontos vagos – e até mesmo as redes flexibilizaram algumas regras para a triagem de novos operadores.

Novos negócios

Além de conversas individuais com empresários desse mercado, os participantes terão acesso a painéis e materiais com informações sobre o segmento e funcionamento das franquias.

Rodrigo Schmidt, coordenador de desenvolvimento empresarial da Fecomércio/PR, conta que o Salão de Franquias é uma oportunidade de exposição das marcas das empresas participantes e de contato com pessoas que planejam investir nesse tipo de empreendimento.

“O candidato a franqueado terá a oportunidade de obter informações valiosas para poder fazer as necessárias avaliações pessoais e comerciais antes de assumir uma franquia”, ressalta.

As empresas interessadas em participar do Salão de Franquias 2021 devem acessar o site do evento e fazer a inscrição, que tem um investimento de R$ 499 a R$ 699 dependendo do porte do negócio.

Já para o público em geral, as inscrições serão gratuitas e abertas a partir do mês de agosto.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]