Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Chef Raphael Rego, do Oka, em Paris. Foto: Divulgação.
Chef Raphael Rego, do Oka, em Paris. Foto: Divulgação.| Foto:

Oka, o restaurante do chef carioca Raphael Rego, 34, localizado em Paris, conquistou uma estrela na edição 2019 do conceituado guia francês Michelin. A cerimônia foi realizada nesta segunda (21) em Gaveau, na França. A publicação gastronômica é uma das mais respeitadas do mundo.

50 Best Restaurant muda as regras e introduz categoria Melhor dos Melhores em 2019

Chef Raphael Rego, do Oka, em Paris. Foto: Divulgação.
Chef Raphael Rego, do Oka, em Paris. Foto: Divulgação.

De acordo com o guia, o criativo chef Rego faz uma “cozinha bem executada, perfumada e sutil” com uma “inconfundível identidade culinária que navega brilhantemente entre a França (peixes do litoral de Vendée – no oeste do país) e o Brasil”. Comer no Oka custa de 35 (menu de três pratos, sem harmonização) a 85 euros (menu de seis pratos com harmonização). O endereço é 1 Rue Berthollet, 75005, Paris.

Consumo do cacau começou na Amazônia e não no México

Lagosta, papaya assada, e molho de açafrão.  Foto: Julie Limont/Divulgação.
Lagosta, papaya assada, e molho de açafrão. Foto: Julie Limont/Divulgação.

A estimativa é que uma estrela Michelin equivale a incrementar o faturamento do restaurante em 30%. Ao todo, 68 casas francesas receberam sua primeira estrela na edição 2019. No mundo são 3 mil os restaurantes premiados.

De acordo com o guia, uma estrela significa uma cozinha bem executada; duas estrelas, uma cozinha que vale o desvio, e três uma cozinha única, que vale a viagem.

Aprenda a fazer tiramisù

Peixe rodovalho, palmito e molho de azeite de pequi. Foto: Julie Limont/Divulgação.
Peixe rodovalho, palmito e molho de azeite de pequi. Foto: Julie Limont/Divulgação.
Chocolate branco, coco, tapioca, maracujá, jamburana. Foto: Julie Limont/Divulgação.
Chocolate branco, coco, tapioca, maracujá, jamburana. Foto: Julie Limont/Divulgação.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]