Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
fogão elétrico foto bigstock
fogão elétrico foto bigstock| Foto:

Ter uma cozinha toda planejada igual às dos programas de culinária é o sonho de muita gente, e a escolha do fogão costuma ser um dos principais desafios. Qual é o ideal para o dia a dia, ter um fogão a gás, elétrico ou por indução?

É importante lembrar que a cocção dos alimentos será diferente em cada um deles, desde o tempo necessário até os cuidados para não passarem do ponto. Especialistas explicaram ao Bom Gourmet que tudo vai depender de como o fogão será utilizado.

Os cooktops são mais usados em cozinhas planejadas ou com pouco espaço disponível. Foto: Bigstock.
Os cooktops são mais usados em cozinhas planejadas ou com pouco espaço disponível. Foto: Bigstock.

A começar pelas panelas, que são diferentes das utilizadas nos fogões e coocktops (apenas a parte de cima, com as bocas) a gás e elétricos, tanto o de resistência como o de indução. O chef de cozinha e restaurateur Luiz Locci, do restaurante Nonno Paolo Trattoria, em São Paulo, explica que a troca delas será um custo a mais no bolso, além da própria energia elétrica.

“O custo da energia elétrica no Brasil é muito mais alto que o do gás, além do fato de que esses fogões exigem panelas diferenciadas. Você não pode utilizar as mesmas de um fogão a gás, por exemplo. As panelas dos fogões por indução têm ainda o agravante de que precisam ser imantadas no fundo, o que as deixam mais caras”, analisa o profissional.

Um jogo comum de panelas de inox custa, em média, R$ 270, enquanto que um conjunto imantado é vendido pelo dobro do preço.

Alimentos

A própria cocção dos alimentos varia em cada tipo de fogão, ficando prontos mais rapidamente nos elétricos e por indução do que nos abastecidos a gás. Isso se dá por conta da resistência e das bocas movidas a indução eletromagnética, que esquentam o fundo das panelas uniformemente.

“As panelas dos fogões por indução tem um imã no fundo que ‘gruda’ na superfície, o que aumenta a transferência de calor“, explica o chef Luiz Locci. É diferente de um fogão a gás, onde a chama aquece das laterais do fundo da panela para o centro. Ou seja, o preparo dos alimentos não se dá de modo uniforme.

Por isso é preciso ficar atento às receitas, já que o tempo de cocção dos alimentos será 1/3 menor em fogões elétricos e por indução do que nos movidos a gás. Há ainda a vantagem de se controlar com mais precisão a temperatura do preparo, sem as variações do abastecimento de gás.

Um fogão para cada casa

Além do tempo de preparo dos alimentos, o gerente da categoria de home comfort da Electrolux Brasil, Antônio Bernardes, explica que a escolha do fogão ideal vai depender de como será utilizado – e quanto o consumidor está disposto a pagar por ele.

>> Saiba como preparar sua cozinha para a instalação de um cooktop

Tipos

O fogão a gás, como indica o próprio nome, demanda ter um botijão de gás ou gás encanado. Logo, será preciso trocar o botijão quando necessário ou realizar mensalmente o pagamento da conta de gás (no caso de gás encanado). Nesse caso, não há restrição do uso de panelas.

Quando a opção é pelo elétrico, utiliza-se a corrente elétrica para aquecer as bocas através de uma resistência. Isso significa que basta ligá-lo na tomada para ativar as bocas. Esse tipo de fogão  não permite o uso de panelas de vidro ou cerâmica. A dica é utilizar as que têm fundo plano e reforçado, como as de aço, por exemplo.

Já os por indução, apesar de também utilizarem energia elétrica, esquentam as bocas por meio de indução eletromagnética. Isso significa que a produção de calor acontece por meio de um campo eletromagnético que trabalha no interior da superfície do aparelho. Eles esquentam apenas se uma panela feita de materiais com ferro magnético ou aço inoxidável ficar sobre a superfície, funcionando como imãs. A tecnologia permite, ainda, que todo o calor gerado permaneça apenas na panela e no alimento, proporcionando mais precisão da temperatura no momento de cozinhar. As diferenças no consumo de energia elétrica entre os dois tipos são poucas.

>> Leia também: Quando vale a pena levar as panelas para consertar?

Usos

Embora os fogões completos ainda sejam muito vendidos, os consumidores que preferem instalar cooktops são aqueles que prezam por ter uma cozinha planejada, considerando o local específico de instalação para cada produto. Também são escolhidos por consumidores com restrições de espaço na cozinha.

>> Leia também: Startup lança kits de drinks com doses na medida certa para fazer em casa

Custos

É preciso ficar atento, ainda, que os fogões elétricos e por indução necessitam de uma ligação diferenciada, mais potente, semelhante às de chuveiros elétricos.

É possível encontrar um fogão ou cooktop a gás a partir de R$ 296 na versão de quatro bocas. Já os elétricos e por indução semelhantes não saem por menos de R$ 800 nas principais lojas online.

VEJA TAMBÉM


Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]