i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Tradição portuguesa

Aprenda a fazer o legítimo bolinho de bacalhau

  • PorStephanie Abdalla, especial para o Bom Gourmet
  • 09/04/2020 10:04
Bolinho de Bacalhau é uma tradição da culinária portuguesa.
Bolinho de Bacalhau é uma tradição da culinária portuguesa.| Foto: Letícia Akemi

Com apenas cinco ingredientes e poucos processos, o bolinho de bacalhau parece muito fácil de fazer, mas o sucesso da tradicional receita portuguesa depende da paciência de quem a prepara, como diz Amelia Ferreira, proprietária e chef do restaurante Mercearia do Português, em Curitiba.

Amelia nasceu e cresceu em Viseu, perto da Serra da Estrela, em Portugal, e trouxe para o Brasil os segredos da gastronomia portuguesa, que aprendeu com a avó. Há 19 anos, abriu o restaurante (que começou como um bar) com seu marido e, desde o começo, seus bolinhos foram um sucesso. "Na época não estávamos preparados para a demanda. O Ricardo, meu marido, subia no balcão e anunciava os últimos bolinhos da casa, que eram disputados pelos clientes. Era quase um leilão", relembra.

Segundo a chef, a tradicional receita do bolinho de bacalhau tem algumas particularidades que muitos brasileiros não conhecem, que garantem a perfeição. A primeira delas é o tipo de batata utilizado. "Aqui no Brasil, as pessoas gostam de adaptar a receita para usar até a mandioquinha, mas a receita tradicional é feita com a batata Asterix. Mas como ela não pode ser congelada, são feitas as adaptações. O problema é que o sabor muda completamente. Como eu uso a Asterix, os bolinhos da Mercearia são sempre frescos, o que também contribui para a crocância", explica Amelia.

Preparação do bacalhau

Outra particularidade, de acordo com ela, é a maneira de desfiar o bacalhau. "O processo é lento e exige paciência, mas faz toda a diferença para o resultado final". Antes de tudo, é necessário dessalgar o peixe por três dias, trocando a água de molho três vezes por dia. Depois, o bacalhau deve ser cozido por 20 minutos em água fervente para, então, os espinhos serem retirados. "Essa parte deve ser minuciosa e, infelizmente, ainda não existe uma tecnologia que faça isso por nós", conta a chef.

Já sem espinhos, o bacalhau volta para a panela, onde deve cozinhar por mais 15 minutos. Finalmente, chega o momento de desfiá-lo (e também um dos segredos de Amelia). "Eu coloco o peixe dentro de um pano e faço uma trouxinha e amasso na minha bancada como se estivesse lavando roupa. Assim, consigo escorrer o excesso de água ao mesmo tempo que desfio o bacalhau em pedacinhos bem delicados", ensina Amelia.

A terceira particularidade do bolinho português é o processo que antecede a fritura: a modelagem. Para isso, automaticamente, pensamos em usar as mãos, mas na Mercearia do Português Amelia modela a massa com duas colheres de sopa. "Tradicionalmente o bolinho não é redondo e é justamente porque usamos as colheres. Com uma delas pegamos um pouco de massa e seguramos como se fosse a posição de tomar sopa. Com a outra, empurramos a massa pela lateral, pressionando para modelar, até que a segunda colher esteja na posição da primeira e vice-e-versa. Repetimos o processo até que o bolinho esteja com a superfície lisa e bem modelada", conta.

Desde que abriu a Mercearia do Português, Amelia consegue contar nos dedos os dias em que não recebeu pedidos do bolinho. O prato, servido com limão e molho de pimenta, é um chamariz do estabelecimento e mantém viva a receita passada de geração em geração na família da chef. "Ainda preciso ensinar minha filha. Quero que ela saiba para não deixar a receita morrer", finaliza.

Bolinho de Bacalhau

Amelia Ferreira
Rendimento40 bolinhos

Ingredientes

  • 1 kg de batatas Asterix
  • 800g de bacalhau desfiado e dessalgado
  • 30g de salsinha picadas
  • 4 ovos
  • 30g de sal
  • Oléo para fritar

Modo de Preparo

  1. Em uma panela com água, despeje as batatas já descascadas e cortadas e leve ao fogo até que fiquem bem macias.
  2. Retire do fogo e passe-as por um amassador de batatas.
  3. Esmague-as bem, até que estejam em consistência de purê.
  4. Adicione o bacalhau (devidamente dessalgado e desfiado, conforme orientação no texto), os ovos, a salsinha e o sal e mexa bem, até que a massa fique bem homogênea.
  5. Modele os bolinhos com duas colheres de sopa, deixando a superfície bem lisa.
  6. Leve uma panela com óleo ao fogo e deixe atingir a temperatura de aproximadamente 220ºc (para testar a temperatura sem o termômetro, basta jogar um pedacinho de pão no óleo - se borbulhar, é porque já alcançou a temperatura correta)
  7. Frite os bolinhos até que fiquem dourados.
  8. Com uma peneira, retire o bolinhos da panela e coloque em um prato coberto por toalha de papel.
  9. Sirva com limão, azeite de oliva e molho de pimenta.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.