Publicidade

Bebidas

Tim tim!

Os restaurantes em Curitiba que não cobram rolha no jantar

O Bom Gourmet fez uma seleção de lugares onde o cliente é livre para levar o rótulo de sua preferência para acompanhar a refeição

por
Compartilhe

Uma boa refeição pede um vinho à altura, por isso selecionamos os restaurantes de Curitiba que não cobram rolha no jantar. Às vezes, esse vinho está na adega do cliente e não na do restaurante. Ou o cliente prefere comprar um vinho especial e escolher o local que vai jantar em outro momento.

Nestes casos em que o cliente leva sua própria bebida, alguns restaurantes cobram a taxa rolha, que pode ser um percentual do valor da garrafa ou uma taxa padrão, que independe do rótulo escolhido. O Bom Gourmet lista os restaurantes de Curitiba que não cobram rolha e que mesmo assim providenciam o serviço de taças, sommelier, decanter e resfriamento.

Restaurantes de Curitiba que não cobram rolha

Cordon Blanc

restaurante cordon blanc em curitiba

O prato preferido do proprietário Luiz Blanchet: lagosta ao molho béanaise. Foto: Henry Milléo.

O restaurante localizado no Bacacheri, e que tem cardápio de inspiração francesa, funciona de terça a sábado e não cobra rolha em nenhum dia. Sem restrições, o cliente pode levar o seu vinho ou espumante de preferência durante todo o expediente do restaurante.

Serviço

***

L’Épicerie

l'epicerie curitiba

Foto: Mel Gabardo/Gazeta do Povo.

O restaurante L’Épicerie, que trabalha com cozinha clássica francesa à la carte, tem rolha livro há cerca de um ano. Sem restrições, o cliente pode levar o seu vinho ou espumante de preferência durante todo o expediente do restaurante.

Serviço:

***

Pata Negra

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Especializado em cozinha espanhola, o restaurante Pata Negra, tem rolha livre durante todo o seu expediente. Ele fica aberto de segunda a domingo das 11h30 às 23h30. O cliente pode levar o vinho ou espumante de sua preferência.

Serviço:

***

Old West Restaurant

O restaurante não cobra rolha de terça a quinta e é mais conhecido pelas carnes e pratos mexicanos. Os destaques são o steak au poivre, feito com filé mignon flambado no conhaque e servido com pimenta escura, batata gratinada e legumes na manteiga clarificada (R$ 58 individual e R$ 98 para duas pessoas) e o Mexican Combo Valiente, um combo mexicano para duas pessoas que custa R$ 112. É composto de 300 gramas de filé mignon ao molho tampiqueña (tomate com caldo de carne) e acompanha dois tacos, duas enchiladas, guacamole e feijão mexicano.

Serviço

 ***

Bistrot do David e da Giovana

O restaurante não cobra rolha “e nunca cobrará”. Sua cozinha francesa tem frutos do mar, risotos e preparos com mignon. Destaque para o prato assiette de frutos do mar, com lagosta, lagostim, camarão e mexilhões servido com risoto de lula e camarões com queijo brie e champignon (R$ 98,90) e para o risoto Moulin, de brie com camarão (R$ 60,40). Os mignons podem levar vários molhos e todos são servidos com risoto de champignon ou batata sauté (de R$ 67 a R$ 86,90). Um clássico é o steak tartare (R$ 58), guarnecido de salada, batata frita ou risoto de brie com champignon. Todos os pratos do bistrô são individuais e o único vinho vendido na casa é o Los Haroldos, da Argentina (R$ 98).

Serviço

***

Ibérico

No restaurante Ibérico, os pratos são espanhóis e portugueses, como o pastel de nata. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

No restaurante Ibérico, os pratos são espanhóis e portugueses, como o pastel de nata. Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

O restaurante de comida portuguesa e espanhola não cobra rolha em nenhum dia. Dentre os pratos especiais estão a espanhola paella marinera (R$ 69,90, individual), feita com frutos do mar, e o português bacalhau à Gomes de Sá (R$ 79,90, individual). De sobremesa, churros com doce de leite (R$ 24, três unidades) ou pastel de nata (R$ 8 a unidade). Às segundas-feiras tem menu com entrada, prato principal e sobremesa para o jantar por R$ 59,90 por pessoa.

Serviço

 ***

Limoeiro Restaurante

O restaurante não cobra rolha. A carta de vinhos tem cerca de 20 rótulos, com preços entre R$ 39,90 e R$ 79,90 a garrafa e também em taça (R$ 14,90). Dentre os destaques do cardápio está nhoque de batata-doce com costelinha suína e castanha-do-pará (R$ 42,90), cordeiro à libanesa com purê de batata e cebola frita, lâmina de amêndoas e salada de tomate e cebola (R$ 49,90), entrecôte grelhado com risoto de pupunha (R$ 42,90). Os pratos são individuais.

Serviço

***

Terrazza 40

Restaurante Terrazza 40 tem vista panorâmica da cidade. Foto: Divulgação

Restaurante Terrazza 40 tem vista panorâmica da cidade. Foto: Divulgação

Desde sua abertura, a rolha é livre nas noites de segunda-feira. O Terrazza 40, casa que funciona no 40º andar com vista panorâmica da cidade, tem cardápio com preparos uruguaios e italianos, como o mignon à Wellington, servido com nhoque ao molho de queijo gouda (R$ 69,40), e o bife de chorizo, com 600 g (R$ 79,40). A adega do Terrazza 40 fica no 38º andar do prédio com cerca de 300 rótulos de 18 países que custam entre R$ 52 e R$ 2.700, com 30 opções de garrafas com volume de um quarto e meia garrafa.

Serviço

***

Bobardí

O polvo é servido com batatas e custa R$ 69. Foto: Marcelo Krelling/Divulgação

O polvo do restaurante Bobardí é servido com batatas e custa R$ 69. Foto: Marcelo Krelling/Divulgação

A casa tem carta de vinhos com cerca de 90 rótulos que vão de R$ 49 a R$ 1.200, mas não cobra rolha. Também vende a bebida em taça (a partir de R$ 14). O mote do Bobardí são releituras de clássicos da gastronomia internacional, como a salada Caesar (R$ 24), o polvo com batatas (R$ 69) e o cheesecake de frutas vermelhas (R$ 18).

Serviço

 ***

Artè

Com foco na gastronomia internacional, o restaurante Artè, comandado pelo chef Armando Fuoco, não cobra rolha na terça e na quarta à noite. Os destaques do cardápio ficam para o ravióli de caranguejo (R$ 49) puxado na manteiga com raspas de limão siciliano; o fettuccine artesanal à carbonara do chef (R$ 45), preparado com aspargo, ovo pochê e trufas; o mignon moscovita (R$ 63), com molho de caviar e a porchetta recheada (R$ 59), assada em baixa temperatura.

Restaurante Artè. Foto: Divulgação

Restaurante Artè. Foto: Divulgação

Serviço

***

Tom Espaço Gastronômico

O restaurante do hotel Bourbon Convention Hotel não cobra rolha e atende no almoço e jantar. Tem buffet nos dois horários e no almoço há a sugestão do chef diariamente a R$ 59. À noite, tem cardápio à la carte com opções de menu completo de R$ 57 a R$ 65. A casa tem carta de vinhos com cerca de 60 rótulos (entre R$ 60 e R$ 350) e serve vinho em taça (R$ 23).

Serviço

***

Kandoo Culinária Japonesa

O Kandoo Culinária Japonesa tem rolha zero tanto no almoço quanto no jantar. E, se o cliente levar o cupom fiscal da última visita que faz ao restaurante à Adega Brasil do Batel, ganha 10% de desconto na compra da sua bebida, exceto nas que se encontram em promoção. Depois, na próxima visita ao Kandoo, se o cliente levar a bebida comprada e selada pela Adega, ganha uma sobremesa da casa.

Serviço

Restaurantes Italianos e Pizzarias

Pantucci Trattoria

A trattoria serve pratos individuais e tem algumas opções para duas pessoas, como o pernil de cordeiro com brócolis e batata rústica (R$ 98,90, para duas pessoas). Outros destaques do cardápio são a parmegiana de mignon com purê de mandioquinha (R$ 52,90, individual) e o confit de pato com polenta cremosa (R$ 59,90, individual). O restaurante nunca cobrou rolha e mantém uma carta de vinhos assinada pelo sommelier Fabio Cardoso com cerca de 100 rótulos (entre R$ 36 e R$ 459), e alguns rótulos são vendidos em taça (R$ 13). Caso o cliente opte por alguma promoção ou festival, a taxa rolha é de R$ 30 por garrafa.

Serviço

***

Campania Ristorante

O restaurante abriu há 10 anos e recebeu em 2011 e 2013 o certificado Ospitalità Italiana, que a Câmara de Comércio da Itália concede aos restaurantes que representam a tradicional cozinha italiana. Dentre os destaques do cardápio está o pappardelle ao ragu, ossobuco, spaghetti com frutos do mar e mignon ao molho de mostarda e vinho. Os preços dos pratos individuais vão de R$ 39 a R$ 56. Desde a abertura do restaurante não cobram rolha.

Serviço

 

***

Carnes

La Linda

No bife de chorizo, como este do restaurante La Linda, a gordura fica na lateral. A peça é retirada do miolo do contrafilé, na parte traseira do animal. Foto: divulgação

Bife de chorizo do restaurante La Linda. Foto: Divulgação

O restaurante argentino é especializado em cortes de carne argentinos, como asado de tira (R$ 44), bife de chorizo (R$ 48), ojo de bife (R$ 48), vacio (R$ 44), tapa de cuadril (R$ 59) e o matambre a la pizza (R$ 47). Se o vinho for argentino a rolha é livre em qualquer dia e horário. Caso o vinho seja de outro país, a taxa é de R$ 25 por garrafa.

Serviço

 ***

Prime Grill Curityba

Parrilla do Prime Grill Curityba. Foto: Divulgação

Parrilla do Prime Grill Curityba. Foto: Divulgação

A churrascaria especializada em carnes nobres tem rolha livre. O sistema é por pessoa (R$ 49,90 em dias de semana e R$ 59,90 aos finais de semana), com rodízio de carnes e buffet com 20 pratos frios e 16 quentes. A casa dispõe de uma carta de vinhos com 40 rótulos, entre tintos e brancos chilenos e argentinos, espumantes e tintos brasileiros e frisantes italianos (de R$ 40 a R$ 79).

Serviço

***

Rede Madero

Fettuccine do chef, servido com mignon e molho de tomate. Foto: Divulgação

Fettuccine do chef, servido com mignon e molho de tomate. Foto: Divulgação

Todas as unidades da rede Madero não cobram rolhas. Destacam-se pratos como o filé mignon ao molho de Dijon (R$ 43), Baby Back Ribs com molho barbecue (R$ 40, 400 g) e o fettuccine do chef, servido com tiras de mignon, molho de tomate e queijo parmesão (R$ 37). Os pratos não estão disponíveis nas unidades container. Nos restaurantes Durski e Madero Prime a rolha é R$ 60.

Serviço

www.restaurantemadero.com.br

***

Você conhece outros restaurantes de Curitiba que não cobram rolha? Mande sua sugestão para bomgourmet@gazetadopoo.com.br

Compartilhe
Publicidade

Assine a Gazeta do Povo e receba mensalmente o Bom Gourmet.