Bebidas

Coquetelaria

Conheça o licor de alcachofra que é usado para fazer drinks

Bitter pouco conhecido, o Cynar começa a ser explorado na coquetelaria brasileira; Gustavo Smolinski, do Gards, e Álan Rechetelo, do Hey Dragon, ensinam como usar

por Andrea Torrente Publicado em 20/02/2017 às 21h
Compartilhe
Drink com Cynar do Gards rooftop bar em curitiba

Cynar com suco de toranja, preparo clássico para refazer em casa, ensinado por Gustavo Smolinski, do Gards. Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo.

Encontrar uma alcachofra em um risoto ou servi-la como acompanhamento são preparos que não espantam ninguém. A marca italiana Cynar, porém, foi além e usou a planta para criar um licor pensado para ser tomado puro ou em cocktails. A invenção, na verdade, não é de hoje. A bebida existe desde 1952, mas começou a aparecer na coquetelaria brasileira recentemente.

Se você está se perguntando qual é o sabor desse licor inusitado, o bartender Álan Rechetelo, do Hey Dragon, cocktail bar que fica anexo ao restaurante Lagundri, o compara ao mais popular jägermeister. “Ele combina bem com café, suco de laranja, suco de toranja, mas pode ser tomado puro bem gelado com uma fatia de laranja”, recomenda o mixologista. A bebida tem cor âmbar escura.

Chá na coquetelaria rende drinks refrescantes

Gim, a bebida da moda conquista os curitibanos

Novo dining club em Curitiba aposta em petiscos de peixe cru

drink com licor de alcachofra cynar

Cynar, água tônica e toranja (R$ 20), no Hey Dragon. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo.

Na coquetelaria esse tipo de bebida é chamada de bitter, por causa do amargor pronunciado. O licor pode substituir outros bitters mais famosos como o Campari (que é usado no Negroni) e o Aperol (que é a base do popular spritz). “É uma bebida agridoce, ou seja, amarga, mas ao mesmo tempo cítrica e com um toque de doçura”, explica o bartender Gustavo Smolinski, do Gards, bar localizado no rooftop do Pátio Batel.

Além da cinarina, o polifenol da alcachofra que é o ingrediente principal, o licor é obtido da infusão de mais 12 ervas e plantas e tem teor alcoólico de 16,5 graus. Por ser ainda pouco explorado, em comparação com os outros bitters, o preço da garrafa (900 ml) é bastante atrativo (o preço sugerido é de R$ 19,90 no varejo).

Drinks Cynar do gards rooftop bar em curitiba

Lybian War, drink do Gards feito com Cynar, iogurte e hortelã (R$ 20). Foto: André Rodrigues / Gazeta do Povo

Inaugurado no final do ano passado, o Gards serve o Lybian War, drink que mistura Cynar, iogurte natural e folhas de hortelã (R$ 20). “O coquetel é batido para suavizar o sabor do iogurte”, diz Smolinski. No Hey Dragon é servido um drink clássico, o Cynar Tônica, feito com o licor de alcachofra, suco de laranja e água tônica (R$ 20).

Quem quiser dar uma variada no clássico Aperol Spritz, pode substituir o Aperol pelo Cynar. Em um copo baixo com gelo coloque 40 ml de Cynar, 60 ml de espumante e 30 ml de club soda.

garrafa cynar

A garrafa de Cynar tem preço sugerido de R$ 19,90 no varejo. Foto: Divulgação.

Compartilhe

8 recomendações para você