A apresentadora mirim Maisa Silva, de 7 anos, terá acompanhamento psicológico a partir da próxima semana. A confirmação foi dada neste sábado pela conselheira tutelar de São José dos Campos, Brenna Scarpel Boschi, que visitou a casa da família na última quinta-feira.

- Pode não parecer, mas ela tem uma carga grande de responsabilidade para uma menina de 7 anos. A ajuda de um profissional é essencial, ainda mais nesse momento em que ela não vai mais poder gravar com Silvio Santos - afirmou.

A proibição de participar do Programa Silvio Santos foi uma reação da Justiça às imagens veiculadas nos dois últimos domingos, e que mostravam a menina chorando. Primeiro, assustada com um garoto maquiado de monstro, e depois por ter batido a cabeça numa das câmeras. Silvio também estimulava a plateia a chamá-la de "medrosa".

A decisão foi assinada na tarde de sexta-feira pela juíza auxiliar de Osasco, Ana Helena Rodrigues Mellim. Ela aceitou o pedido da promotora da Infância e da Juventude de Osasco, Susana Müller, e cassou o alvará que permitia a participação de Maisa no programa. Susana alegou que a garota foi submetida a situações que ferem o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A menina, porém, está impedida de participar apenas do programa dominical de Silvio Santos. Portanto, neste sábado pela manhã, a apresentadora mirim comandou normalmente a atração Sábado Animado, ao vivo, como faz todas as semanas.

Por causa de seu aniversário de 7 anos, comemorado na última sexta-feira, Maisa ganhou algumas surpresas no ar. A menina apagou velinhas sobre um bolo de chocolate e morangos trazido por seus pais, Gislaine Silva Andrade e Celso Andrade. A diretora do Sábado Animado, Silvia Abravanel, presenteou a aniversariante com um cachorro de pelúcia gigante.

- Nós do SBT amamos muito você, Maisa - disse a diretora no ar.

Durante a visita a casa onde a menina mora com os pais em São José dos Campos, a 85 quilômetros da capital, Brenna constatou que a menina não guardou sequelas emocinais dos incidentes que a fizeram chorar.

- A garota está muito bem. Só está chateada com o fato de ouvir as pessoas falarem mal de Silvio Santos. Ela gosta muito dele - afirmou a conselheira tutelar.

Brenna revelou também que os pais de Maisa estão perplexos com a grande repercussão que as imagens da menina chorando tomaram.

- Eles não estão entendendo o motivo do alarde. As cenas foram gravadas há mais de um mês - disse.

Para entidades ligadas à defesa da criança e do adolescente, as cenas mostram Maisa em uma situação constrangedora e humilhante.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]