Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Projeto “Baianas” terá três performances no centro de Praga. | Divulgação
Projeto “Baianas” terá três performances no centro de Praga.| Foto: Divulgação

O artista visual Gustavo Krelling – que vive e desenvolve seu trabalho artístico em Curitiba – e o cenógrafo e figurinista José Miguel Marcarian, que mora em São Paulo, estarão essa semana em Praga, na República Checa, para apresentar o projeto “Baianas” na Quadrienal de Praga, um dos maiores eventos de desenho de cena do mundo. A performance, que traz uma baiana com figurino feito de baldes de plástico e formas de gelo, acontece de quinta-feira (18) até sábado (20) na capital.

Nos três dias, será apresentada uma baiana com figurino diferente, em uma performance que vai durar 40 minutos, no centro de Praga. Toda a ação será registrada em vídeo, para montagem de um curta-metragem documental.

Os dois artistas iniciaram o projeto em 2014, durante o Seminário Internacional de Estudos e Pesquisas em Figurino (SIEP Figurino), em São Paulo. Os dois assistiram a um workshop da artista plástica checa Simona Rybakova, que falava sobre a relação entre a polka – tradicional dança da República Checa – e o samba brasileiro, e criaram o projeto, que foi aprovado pela Quadrienal.

É a segunda vez que José Miguel participa do evento (em 2011, apresentou uma instalação para teatro de crianças). Gustavo, que foi eleito um dos dez melhores novos figurinistas do Brasil pelo Núcleo de Traje de Cena da Universidade de São Paulo (USP) e pela Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Moda em 2014, mostra seu trabalho pela primeira vez em Praga.

A Quadrienal reúne artistas de mais de 70 países, com nomes de peso da cenografia mundial, e acontece até o dia 28 de junho.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]