Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Filme mostra vida de Jesus com apenas sete anos | Philippe Antonello/Divulgação
Filme mostra vida de Jesus com apenas sete anos| Foto: Philippe Antonello/Divulgação

Após o grande sucesso da série de livros com o Vampiro Lestat, que rendeu ao menos uma boa adaptação para o cinema (“Entrevista com o Vampiro”, dirigido por Neil Jordan em 1994), a escritora norte-americana Anne Rice voltou-se para a vida de Cristo.

O primeiro livro dessa nova série, “Cristo Senhor: A Saída do Egito”, é adaptada com menor sorte para o cinema, com produção de Chris Columbus e direção de Cyrus Nowrasteh (de “O Apedrejamento de Soraya M.”).

Na história de “O Jovem Messias”, Jesus tem apenas sete anos. Vive com a família em Alexandria, para onde fugiram para escapar do Rei Herodes. Quando descobrem que Herodes morreu, resolvem voltar para casa. Mas Jesus, já revelando seus poderes, continuará a ser perseguido.

Confira no Guia onde assistir ao filme

Acompanharemos então o rito de passagem de Jesus, uma criança ainda inconsciente de sua condição que vai aos poucos descobrindo, graças à ajuda de sua mãe Maria (Sara Lazzaro), por que veio ao mundo.

O pequeno filho de Deus é interpretado por Adam Greaves-Neal, talentoso ator-mirim. E o elenco ainda conta com Sean Bean, no importante papel de Severo, o centurião que recebe ordens do filho de Herodes (Herodes Antipas) para matar o menino Jesus.

A história cresceria se fosse bem adaptada, independentemente de nossas crenças ou descrenças. Mas Nowrasteh a filma com doses cavalares de pieguice, fartura de música grandiloquente e câmeras lentas redentoras.

Melhor voltarmos aos épicos de Cecil B. De Mille, sobretudo “O Sinal da Cruz” (1932) ou as duas versões de “Os Dez Mandamentos” (1923 e 1956) para entendermos melhor o que é espetáculo histórico de qualidade.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]