Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Wagner Moura, em “Narcos”, representa o Brasil na disputa | Divulgação /
Wagner Moura, em “Narcos”, representa o Brasil na disputa| Foto: Divulgação /

Segunda premiação mais importante do cinema, atrás apenas do Oscar, o Globo de Ouro revela neste domingo (10) seus vencedores.

Comandada por Jim Carrey e Helen Mirren, a cerimônia de premiação começa às 23h (horário de Brasília) em Los Angeles. Tradicionalmente, o resultado serve como termômetro para o Oscar, que será entregue em fevereiro.

Na TV

Canal E! - Exibe o tapete vermelho a partir das 21h.

TNT - Inicia a transmissão da cerimônia às 22h.

Um dos diferenciais do Globo de Ouro é a premiação de séries e filmes produzidos para a televisão.

É nessa categoria que o Brasil estará representado, com Wagner Moura concorrendo ao prêmio de melhor ator dramático por “Narcos”, que também disputa o troféu de melhor série dramática.

No território do cinema, é “Spotlight” que aparece como favorito para levar o prêmio de melhor filme (drama).

Leonardo DiCaprio, astro do filme “O Regresso”, deve levar o prêmio na categoria de ator, o que faria dele o nome mais forte para vencer o páreo no Oscar 2016.

Confira os indicados e quem são os favoritos

CINEMA

Filme (drama)

“Carol”, “Mad Max – Estrada da Fúria”, “O Quarto de Jack”, “Spotlight – Segredos Revelados” e “O Regresso”.

“Spotlight” narra a investigação real por jornalistas do “Boston Globe” sobre um caso de pedofilia na Igreja, já faturou o prêmio da Associação Nacional de Críticos de Cinema dos EUA e é o favorito.

Filme (comédia ou musical)

“Descompensada”, “A Espiã que Sabia de Menos”, “A Grande Aposta”, “Joy: o Nome do Sucesso” e “Perdido em Marte”.

Sem quase nada de comédia, muito menos musical, “Perdido em Marte” se inscreveu na categoria para ter mais chances. Deu certo, ainda que “A Grande Aposta” possa surpreender.

Diretor

Alejandro González Iñarritu (“O Regresso”), George Miller (“Mad Max”), Ridley Scott (“Perdido em Marte”), Todd Haynes (“Carol”) e Tom McCarthy (“Spotlight”).

A história das filmagens de “O Regresso” é daquelas que são quase um outro filme. Iñarritu testou os limites ao submeter sua equipe a condições extremas e usar somente luz natural.

Ator (drama)

Bryan Cranston (“Trumbo: Lista Negra”), Eddie Redmayne (“A Garota Dinamarquesa”), Leonardo DiCaprio (“O Regresso”), Michael Fassbender (“Steve Jobs”) e Will Smith (“Concussion”).

DiCaprio captou o espírito de Alejandro Iñarritu e mergulhou de cabeça no papel do caçador que sofre o diabo e parte em busca de vingança em um cenário completamente inóspito.

Atriz (drama)

Alicia Vikander (“A Garota Dinamarquesa”), Brie Larson (“O Quarto de Jack”), Cate Blanchett (“Carol”), Rooney Mara (“Carol”) e Saoirse Ronan (“Brooklyn”).

Apesar da concorrência da sempre competente Cate Blanchett, a jovem Brie Larson arrebatou a crítica como a mãe que foge com o filho após passarem anos confinados em um quarto.

Ator (comédia/musical)

Al Pacino (“Não Olhe Para Trás”), Christian Bale (“A Grande Aposta”), Mark Ruffalo (“Sentimentos que Curam”), Matt Damon (“Perdido em Marte”) e Steve Carrell (“A Grande Aposta”).

Mais uma vez, “Perdido em Marte” levou vantagem por se enquadrar como “comédia”. Com uma concorrência mais leve, Matt Damon e seu astronauta solitário são francos favoritos.

Atriz (comédia/musical)

Amy Schumer (“Descompensada”), Jennifer Lawrence (“Joy), Lily Tomlin (“Grandma”), Maggie Smith (“A Senhora da Van”) e Melissa McCarthy (“A Espiã que Sabia de Menos”).

Não há uma favorita disparada. Jennifer Lawrence está um pouco à frente, mas não será nenhuma surpresa se o prêmio ficar com Amy Schumer ou até mesmo com a veterana Lily Tomlin.

Ator coadjuvante

Idris Elba (“Beasts of No Nation”), Mark Rylance (“Ponte de Espiões”), Michael Shannon (“99 Homes”), Paul Dano (“Love & Mercy”) e Sylvester Stallone (“Creed - Nascido para Lutar”).

Atriz coadjuvante

Alicia Vikander (“Ex Machina), Helen Mirren (“Trumbo: Lista Negra”), Jane Fonda (“Youth”), Jennifer Jason Leigh (“Os Oito Odiados”) e Kate Winslet (“Steve Jobs”).

Animação

“Anomalisa”, “O Bom Dinossauro”, “Divertidamente”, “Peanuts - o Filme” e “Shaun, o Carneiro”.

Filme estrangeiro

“Cinco Graças” (Turquia/Alemanha/França), “O Clube” (Chile), “O Esgrimista” (Finlândia) “Filho de Saul” (Hungria) e “O Novíssimo Testamento” (Bélgica).

Roteiro

“A Grande Aposta”, “Os Oito Odiados”, “O Quarto de Jack”, “Spotlight –Segredos Revelados” e “Steve Jobs”.

Trilha sonora

“Carol”, “A Garota Dinamarquesa”, “Os Oito Odiados”, “O Regresso” e “Steve Jobs”.

Canção original

“Love Me Like You Do” (“Cinquenta Tons de Cinza”), “One Kind of Love” (“Love & Mercy”), “See You Again” (“Velozes e Furiosos 7”), “Simple Song #3” (“Youth”) e “Writing’s on the Wall” (“007 Contra Spectre”).

TELEVISÃO

Série (drama)

“Empire”, “Game of Thrones”, “Mr. Robot”, “Narcos” e “Outlander”.

A disputa está entre duas tendências distintas: “Outlander”, um drama histórico com pitadas de fantasia, e “Mr. Robot”, suspense que tem como foco a segurança cibernética.

Série (comédia/musical)

“Casual”, “Mozart in the Jungle”, “Orange is the New Black”, “Silicon Valley”, “Transparent” e “Veep”.

Essa categoria também está polarizada. O prêmio deve ficar entre “Mozart in the Jungle”, sobre os bastidores da música clássica, e “Transparent”, que aborda a questão transgênero.

Ator (drama)

Bob Odenkirk (“Better Call Saul”), Jon Hamm (“Mad Men”), Liev Schreiber (“Ray Donovan”), Rami Malek (“Mr. Robot”) e Wagner Moura (“Narcos”).

Infelizmente, ainda não será dessa vez que um Globo de Ouro vem para o Brasil. As fichas estão com Rami Malek, que interpreta um hacker com transtorno de ansiedade e depressão.

Atriz (drama)

Caitriona Balfe (“Outlander”), Eva Green (“Penny Dreadful”), Robin Wright (“House of Cards”), Taraji P. Henson (“Empire”) e Viola Davis (“How to Get Away With Murder”).

Numa categoria em que predominam rostos já conhecidos, Caitriona Balfe e Taraji P. Henson são as novidades e que, salvo algo inesperado, vão protagonizar o embate pelo prêmio.

Ator (comédia/musical)

Aziz Ansari (“Master of None”), Gael García Bernal (“Mozart in the Jungle”), Jeffrey Tambor (“Transparent”), Patrick Stewart (“Blunt Talk”) e Rob Lowe (“The Grinder”).

Aqui não deve ter para ninguém. Na pele de um pai de família que decide se assumir como transgênero, Jeffrey Tambor está impagável e tem tudo para sair com o Globo de Ouro nas mãos (de novo).

Atriz (comédia/musical)

Gina Rodriguez (“Jane the Virgin”), Jamie Lee Curtis (“Scream Queens”), Julia Louis-Dreyfus (“Veep”), Lily Tomlin (Grace and Frankie”) e Rachel Bloom (“Crazy Ex-Girlfriend”).

Talvez a categoria em que a disputa está mais embolada, com várias vencedoras possíveis. Julia Louis-Dreyfus e Lily Tomlin têm ligeiras vantagens e – por que não? – até dividir o prêmio, num raro empate.

Ator coadjuvante

Alan Cumming (“The Good Wife”), Ben Mendelsohn (“Bloodline”), Christian Slater (“Mr. Robot”), Damian Lewis (“Wolf Hall”) e Tobias Menzies (“Outlander”).

Atriz coadjuvante

Joanne Froggatt (“Downton Abbey”), Judith Light (“Transparent”), Maura Tierney (“The Affair”), Regina King (“American Crime”) e Uzo Aduba (“Orange is the New Black”).

Minissérie/telefilme

“American Crime”, “American Horror Story”, “Fargo”, Flesh & Bone” e “Wolf Hall”.

Ator (minissérie/telefilme)

David Oyelowo (“Nightingale”), Idris Elba (“Luther”), Mark Rylance (“Wolf Hall”), Oscar Isaac (“Bessie”) e Patrick Wilson (“Fargo”).

Atriz (minissérie/telefilme)

Felicity Huffman (“American Crime”), Kirsten Dunst (“Fargo”), Lady Gaga (“American Horror Story”), Queen Latifah (“Bessie”) e Sarah Hay (“Flesh & Bone”).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]