De Maçãs... aborda a diferença de gostos pessoais | Divulgação
De Maçãs... aborda a diferença de gostos pessoais| Foto: Divulgação
  • Feche os Olhos...: pesquisa sobre o olhar a partir de prisma filosófico

Companhias de dança contemporânea curitibanas estão mostrando sua garra pelo Brasil. No primeiro semestre, a Entretantas Produções em Dança circulou por Londrina, Rio de Janeiro e Fortaleza com Swingnificado, peça que brinca com o estranhamento e a busca por significado na dança atual. A turnê foi realizada graças ao Prêmio Funarte Petrobras de Dança Klauss Vianna, do Ministério da Cultura (MinC). No restante do ano, a Entretantas levou De Maçãs e Cigarros a Londrina, Uberlândia e Nova Lima (ambas em Minas Gerais), São Paulo e Campinas, como parte do prêmio Pró-Cultura do MinC.

O trabalho, que fala sobre as diferenças de gosto entre as pessoas, foi incluído pelo jornal Folha de S.Paulo na votação de melhores espetáculos do ano – ganhou 1% dos votos. A Sagração da Primavera e Petrouchka, do Ballet de Londrina, receberam 22%.

"Foi uma surpresa entrar na votação", confessa a coordenadora Gladis Tridapalli. Além da excursão promovida pelos prêmios, Swingnificado participou do Fórum Internacional de Dança (FID) de Belo Horizonte, em outubro.

Para olhar

Eles voltam para casa, e quem sai país afora é a desCompanhia de dança, dirigida por Cintia Napoli, que também coordena o Balé Guaíra.

Contemplado no mesmo prêmio do MinC, o grupo circulará com feche os olhos para olhar por São Paulo, Votorantim (SP), Fortaleza (CE) e Itapipoca (CE). O espetáculo estreou em 2010 e tem como eixo central o olhar como abordagem filosófica. "Falamos do olhar com o corpo inteiro", conta Cintia.

Além das dez apresentações, ocorre um colóquio em São Paulo, entre o grupo e a filósofa Márcia Tiburi; em Fortaleza, o debate será com a pesquisadora Thereza Rocha.

Por fim, uma instalação coreográfica em Curitiba e uma exposição completarão o calendário corrido de 2013.

"Acredito que qualidade só é possível com trabalho contínuo", defende Cintia. "Recebemos com muita comemoração o resultado do prêmio. Escrevemos este projeto com muita concentração e grande empenho de cada integrante da desCompanhia. Para um grupo de artistas independentes, como o nosso, isso significa uma possibilidade de continuidade."

Formação

Por sua vez, em 2013, a Entretantas pretende aprofundar parcerias artísticas estabelecidas na circulação deste ano, trazendo artistas como Eleonora Fabião e Adriana Grechi para palestras e cursos que impulsionem a discussão sobre dança na cidade.

Está previsto no calendário da companhia, ainda, um novo trabalho de rua, que parte da relação com o público.

"Pensamos num ano de formação – sempre relacionado com outras pessoas da cidade", conta Gladis.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]